Publicidade

Notícias de saúde

Prática de atividade física aumenta longevidade de idosos

22 de março de 2019 (Bibliomed). Quantos anos mais cada um de nós vai viver? Um novo estudo sugere que, nos idosos, a forma como anda a aptidão física do indivíduos pode oferecer uma previsão mais clara da sobrevida do que os marcadores tradicionais, como a hipertensão arterial, colesterol elevado, diabetes e tabagismo.

O estudo incluiu mais de 6.500 pessoas, com 70 anos de idade ou mais, que realizaram um teste de esforço entre 1991 e 2009. O teste mediu sua aptidão fazendo com que elas se exercitassem na esteira, de modo tão forte quanto podiam.

Após o teste, os participantes foram acompanhados por uma média de pouco menos de dez anos. Durante o seguimento, 39% morreram.

Os pesquisadores descobriram que as pessoas que estavam mais em forma eram duas vezes mais propensas a estarem vivas uma década depois do que as em pior condição clínica.

Surpreendentemente, o número de fatores de risco de doença cardíaca não foi associado com a probabilidade de morte.

Participantes sem fatores de risco tiveram aproximadamente a mesma chance de morrer do que aqueles com três ou mais fatores de risco, de acordo com o estudo, embora os pesquisadores tenham encontrado apenas uma associação entre a aptidão e a expectativa de vida.

Esta descoberta enfatiza a importância de estar em forma, mesmo quando se é mais velho.

O estudo foi apresentado em 16 de março de 2019 na reunião anual do American College of Cardiology (ACC), em Nova Orleans.

Fonte: American College of Cardiology Annual Meetings 2019, Nova Orleans.

Copyright © 2019 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: