Publicidade

Notícias de saúde

Animais de estimação não devem consumir carne crua

07 de fevereiro de 2018 (Bibliomed). As dietas de carne crua para animais de estimação tornaram-se mais populares, mas não há evidências de que sejam mais saudáveis ​​do que os alimentos típicos para estes. Na verdade, alguns estudos relataram que as dietas de carne crua podem representar uma ameaça para os animais de estimação e seus donos devido à presença potencial de bactérias e parasitas.

Para saber mais sobre esses riscos, pesquisadores holandeses analisaram 35 produtos de dieta comercial de carne crua congelada para animais de estimação que estão amplamente disponíveis na Holanda.

A bactéria E. coli foi encontrada em oito produtos (23%), a bactéria listeria foi descoberta em 15 produtos (43%) e salmonela foi detectada em sete produtos (20%).

Oito produtos continham parasitas Sarcocystes e dois produtos (6%) continham parasitas Toxoplasma gondii. Os dois tipos de parasitas Sarcocystes encontrados nos produtos não afetam as pessoas, mas representam um risco para os animais de fazenda. T. gondii pode causar doenças nas pessoas, disseram os pesquisadores. Os gatos e cães que comem dietas de carne crua também são mais propensos a se infectar com bactérias resistentes a antibióticos do que animais em dietas convencionais, o que poderia representar um sério risco para a saúde animal e a saúde pública

Os proprietários de animais de estimação devem ser informados sobre os riscos de alimentar seus animais com produtos de dieta de carne crua. Eles devem ser educados sobre o manuseio adequado dos produtos e medidas de higiene pessoal, e os produtos deveriam incluir avisos e instruções de manuseio.

Fonte: Vet Record, Jan. 2018.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: