Publicidade

Notícias de saúde

Crianças gordas são mais propensas a desenvolver depressão quando adultas

28 de junho de 2017 (Bibliomed). O sobrepeso ou obesidade na juventude pode ter repercussões duradouras para a saúde psicológica, de acordo com um estudo apresentado no Congresso Europeu sobre Obesidade, realizado de 17 a 20 de maio de 2017 na Cidade do Porto, Portugal.

Pesquisadores usaram dados de 889 islandeses nascidos entre 1907 e 1935. Dados sobre altura e peso foram coletados entre 1924 e 1944, quando os participantes do estudo tinham 8 anos de idade. Os participantes de um estudo de acompanhamento de 2002 a 2006 tinham, em média, 75 anos de idade. Os dados foram ajustados para idade e sexo no momento da medição do índice de massa corporal.

Os pesquisadores descobriram que 39 pessoas foram diagnosticadas como tendo depressão maior. Excesso de peso na infância foi encontrado como sendo um preditor mais forte de depressão posterior do que o excesso de peso na meia-idade. Quando comparados com crianças de peso normal que se tornam adultos com sobrepeso, o risco de transtorno depressivo maior na vida foi mais de quatro vezes maior para os indivíduos com sobrepeso ou obesidade na infância e na idade adulta, informaram os pesquisadores.

O estudo concluiu que o excesso de peso da infância é um preditor mais forte da desordem depressiva maior subsequente do que ter um sobrepeso na meia idade. O excesso de peso na criança e na idade adulta em comparação com o peso normal aumenta as probabilidades de transtorno depressivo maior na vida.

Fonte: 24th European Congress on Obesity, , Porto, May 2017

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: