Publicidade

Notícias de saúde

Pessoas mais jovens e obesas estão suscetíveis a ataques cardíacos

14 de abril de 2016 (Bibliomed). As vítimas de um infarto do coração, ou ataque cardíaco, estão se tornando mais jovens e mais obesas. Isso é o que revela um novo estudo apresentado no congresso anual do American College of Cardiology em Chicago, Estados Unidos.

A idade média das pessoas que sofrem mais ataques cardíacos fatais caiu de 64 anos para 60 anos de idade ao longo das últimas duas décadas, informam os pesquisadores da Cleveland Clinic em seu relatório. E obesidade está agora implicada em 40% dos ataques cardíacos graves.

Aqueles que sofrem um infarto do coração também são mais propensos a fumar e ter a pressão arterial elevada, diabetes e doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) do que os pacientes de 20 anos atrás, descobriram os pesquisadores.

Para o estudo, os investigadores analisaram fatores de risco de doença cardíaca entre os mais de 3.900 pacientes tratados por ataques cardíacos com elevação do segmento ST ao eletrocardiograma (STEMI). Descobriu-se que de 1995 a 2014, a idade média dos doentes com STEMI caiu de 64 para 60, e a prevalência da obesidade aumentou de 31% para 40%.

Além disso, a proporção de doentes com ataque cardíaco e com diabetes aumentou de 24% para 31%. A pressão arterial elevada foi relatada em quase quatro em cada cinco casos, acima dos 55%. E a DPOC, geralmente o resultado de fumar, aumentou de 5% para 12%. As novas descobertas são consistentes com outros dados recentes sobre pacientes que apresentaram um ataque cardíaco.

Fonte: American College of Cardiology 2016 Scientific Sessions,  Chicago.

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: