Publicidade

Notícias de saúde

Profissionais de saúde podem ser tendenciosos em relação a homossexuais

28 de agosto de 2015 (Bibliomed). Os clínicos podem ser tendenciosos quando se trata da orientação sexual dos pacientes, sugere nova pesquisa publicada online em 16 de julho de 2015 no American Journal of Public Health. Os pesquisadores entrevistaram mais de 200.000 prestadores de cuidados de saúde nos Estados Unidos sobre suas atitudes em relação a pacientes heterossexual, gay e lésbicas entre 2006 e 2012.

Prestadores de cuidados de saúde heterossexuais tendem a ter de moderadas a fortes preferências por pessoas heterossexuais em relação a pessoas gays e lésbicas. Por outro lado, os prestadores de cuidados de saúde que eram gays e lésbicas preferiam gays e lésbicas ao invés de pessoas heterossexuais, mostrou a pesquisa. Entre os diferentes tipos de profissionais de saúde pesquisados, os profissionais de saúde mental pareciam ter a menor chance de viés para as pessoas heterossexuais se comparadas com gays e lésbicas. Por outro lado, os enfermeiros tiveram o viés mais forte para as pessoas heterossexuais se comparadas com gays e lésbicas, disseram os pesquisadores.

Assim, o treinamento para profissionais de saúde sobre o tratamento de pacientes de minorias sexuais é uma área em grande necessidade de atenção, sendo os autores da pesquisa.

Fonte: American Journal of Public Health. doi: 10.2105/AJPH.2015.302631

 

Copyright © 2015 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: