Publicidade

Notícias de saúde

Hepatite Tipo B Crônica Pode Ter Cura Definitiva

Em maio, no Congresso Internacional sobre o Estudo do Fígado em Rotterdam, na Holanda, foi apresentado à classe médica um estudo feito sobre Hepatite B quatro meses após o final do tratamento com Lamiduvina, constatando que em 86% dos casos o vírus de hepatite B tinha desaparecido, sendo mínima a replicação dos organismos nos casos pesquisados.

Essa descoberta beneficiará um grande contingente de pessoas portadoras desse tipo da doença, que estavam condenadas a viverem com a doença para sempre.

O novo remédio e a hepatite C

Entretanto, a Lamiduvina não produz efeitos na hepatite C, embora o atual desenvolvimento de novas drogas determinará, em médio prazo, a eliminação da palavra “crônica” também nestes portadores da doença. Existem cerca de 500 milhões de pessoas no mundo infectadas com hepatite C, doença que provoca inflamação no fígado causada pelo vírus HCV.

A transmissão ocorre, principalmente, através de sangue e derivados: usuários de drogas injetáveis e transfusões sanguíneas. Raramente acontece através de contatos sexuais.

Quais são os sinais

Em cerca de 30 a 40% dos casos, os sinais e sintomas presentes no paciente são fígado ligeiramente aumentado, fezes esbranquiçadas, febre, mal-estar, icterícia (pele e olhos amarelados) e urina muito escura. Entretanto, entre 50 a 70% dos casos a pessoa permanece com a doença por um tempo prolongado, superior a seis meses, caracterizando-se como doença crônica.

É uma doença com longo período de evolução; portanto o risco de evoluir para outros males, como cirrose é grande. Nesse período o curso da hepatite é afetado por vários fatores, sendo os principais, ingestão de bebidas alcoólicas ou co-infecção de outros vírus.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: