Publicidade

Notícias de saúde

OMS Faz Apelo por Combate de Doenças Relacionadas à Pobreza

ZURIQUE (Reuters) - A Organização Mundial de Saúde (OMS) fez um apelo na terça-feira por um esforço global para combater doenças, como Aids e malária, que estão matando milhões de pessoas em países em desenvolvimento.

A menos que seja organizado um movimento amplo para combater doenças relacionadas à pobreza, o mundo vai pagar um preço muito alto, com vidas e potencial econômico perdidos, afirmou a diretora-geral da OMS, Gro Harlem Brundtland, na abertura de uma conferência sobre o assunto, na Suíça.

"Algumas doenças principais -- como malária, HIV/Aids, tuberculose -- que vitimam crianças e condições de saúde reprodutiva estão atingindo diretamente o crescimento econômico de países pobres", disse Brundtland.

"Há um reconhecimento crescente da dificuldade enfrentada por países em desenvolvimento para controlar essas ameaças à saúde", disse Brundtland.

A diretora da OMS acrescentou que já há recursos eficazes para combater essas doenças, mas eles precisam ser empregados em escala global se o mundo quiser reduzir a pobreza.

Brundtland citou dados de 31 países africanos, demonstrando que a malária reduziu cerca de 1,3 por cento do crescimento econômico anual de 1980 a 1995.

Ela acrescentou que, quando oito por cento da população contrai o HIV, vírus causador da Aids, -- caso de 21 países da África --, o crescimento per capita cai 0,4 por cento ao ano.

A OMS estima que, para combater a malária com eficácia, é necessário 1 bilhão de dólares por ano. Isso provocaria um aumento do crescimento econômico combinado na África sub-saariana em US$ 12 bilhões.

Outros 2,5 bilhões de dólares ao ano seriam necessários para programas de prevenção de Aids.

A conferência na Suíça reunirá cerca de 200 especialistas em saúde, representantes de organizações de saúde e relações públicas de 70 países para discutir como lançar um movimento global para combater doenças relacionadas à pobreza.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: