Publicidade

Exames de rotina

Periodicamente seu médico solicita alguns exames para que possa fazer uma análise mais completa de seu quadro de saúde.

Neste especial, Boa Saúde lista alguns dos principais exames médicos com ilustrações e informações para ajudá-lo a entender melhor esses procedimentos de rotina.

Os exames estão classificados em ordem alfabética (navegue através das letras iniciais abaixo):

Ultrassonografia da mama (código da AMB: 4.09.01.11-4)

O que é a ultrassonografia da mama?

A ultrassonografia é um exame não-invasivo que envolve a exposição de parte do corpo a ondas sonoras de alta freqüência para produzir imagens internas de um paciente. Os exames de ultra-som não utilizam radiação ionizante (como a usada nos raios X). Como as imagens de ultrassom são captadas em tempo real, elas podem mostrar a estrutura e o movimento dos órgãos internos do corpo, assim como a passagem do sangue no interior dos vasos sanguíneos. A ultrassonografia de mama produz imagens da estrutura interna da mama.

Quais são algumas das principais indicações para o procedimento?

  • Determinar a natureza de uma anormalidade da mama: a principal utilização do ultra-som da mama é ajudar a diagnosticar as alterações da mama detectadas por um médico durante um exame físico (como um nódulo mamário, a presença de sangue e/ou secreção espontânea do mamilo) e para caracterizar as anomalias potenciais observadas na mamografia. A ultra-sonografia pode ajudar a determinar se uma alteração é sólida (que pode ser um não-nódulo canceroso ou de um tumor canceroso) ou cheia de líquido (como um cisto benigno) ou ambos, cística e sólida. O ultra-som também pode ajudar a mostrar características adicionais da área anormal.

O ultrassom associado ao Doppler é utilizado para avaliar o suprimento de sangue nas lesões de mama.

  • Suplementar a investigação para o câncer de mama

A mamografia é a única ferramenta de investigação para o câncer da mama que é capaz de reduzir a mortalidade por esta doença através da detecção precoce. Ainda assim, a mamografia não detecta todos os cânceres de mama. Algumas lesões de mama e outras anomalias não são visíveis, ou são de difícil interpretação em mamografias. Em seios que são densos, significando que há uma grande quantidade de tecido glandular e menos gordura, muitos cânceres podem ser difíceis de ver na mamografia.

Muitos estudos têm mostrado que a ultra-sonografia e a ressonância nuclear magnética (RNM) podem ajudar a complementar a mamografia através da detecção de câncer da mama de pequeno porte que podem não ser visíveis a mamografia. A investigação suplementar com ultrassom é geralmente considerada somente para as mulheres com alto risco de câncer de mama quando o tecido da mama é denso. Quando o ultra-som é utilizado para rastreio, muitas anormalidades são vistas, que podem levar à indicação de uma biópsia, mas não são cânceres (falsos positivos), e isso limita a sua custo-efetividade.

Atualmente, o ultrassom da mama está sendo investigado para uso como uma ferramenta de triagem para mulheres que:

  • Tenham um alto risco para câncer de mama e sejam incapazes de tolerar um exame de RNM.
  • Tenham risco intermediário para câncer de mama com base no histórico familiar, história pessoal de câncer de mama, ou antes, de uma biópsia que mostre um resultado anormal.
  • Tenham mamas muito densas.
  • Tenham implantes mamários de silicone e uma quantidade muito pequena de tecido possa ser incluído no mamograma.
  • Estejam grávidas ou não devam ser expostas a raios-x (que é necessário para uma mamografia).
  • Esteja sob alto risco para câncer de mama com base no histórico familiar, de história pessoal de câncer de mama, ou antes, de uma biópsia de mama com resultado atípico.
  • Biópsia guiada pelo ultrassom da mama

Quando um exame de ultrassom não consegue caracterizar a natureza de uma anormalidade da mama, o médico pode optar por realizar uma biópsia guiada pelo ultrassom.

Figura 1, Figura 2, Figura 3, Figura 4 e Figura 5

Qual a preparação necessária?

Será solicitado que a paciente dispa a parte superior de suas vestes e coloque um avental apropriado.

Como o procedimento é realizado?

A paciente deverá se deitar de costas com o braço levantado acima de sua cabeça na mesa de exame.

Um gel é aplicado à área do corpo a ser estudada para ajudar o transdutor (a parte do aparelho que “lê” as estruturas) a fazer contato com o corpo e eliminar bolsões de ar entre o transdutor e a pele.

O ultrassonografista pressiona o transdutor firmemente contra a pele e realiza varreduras sobre a área de interesse. Se necessário, o Doppler é realizada utilizando o mesmo transdutor, para avaliar o movimento da circulação dentro dos vasos sanguíneos.

Quando o exame estiver completo, a paciente será convidada a se vestir e aguardar enquanto as imagens do ultrassom são revistas. Este exame de ultrassom geralmente é concluído no prazo de 30 minutos.

O que a paciente sente durante e após o procedimento?

A maioria dos exames é indolor, rápido e de fácil execução. Normalmente não há o desconforto da pressão que se faz enquanto o transdutor é pressionado contra a superfície a se

 


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: