Publicidade

Exames de rotina

Periodicamente seu médico solicita alguns exames para que possa fazer uma análise mais completa de seu quadro de saúde.

Neste especial, Boa Saúde lista alguns dos principais exames médicos com ilustrações e informações para ajudá-lo a entender melhor esses procedimentos de rotina.

Os exames estão classificados em ordem alfabética (navegue através das letras iniciais abaixo):

Mamografia (código da AMB: 4.08.08.03-3, 4.08.08.04-1)

(Mamografia convencional bilateral – código AMB: 4.08.08.03-3) / (Mamografia convencional digital – código AMB: 4.08.08.04-1)

Mamografia: o que é?

A mamografia é um procedimento que utiliza baixas doses de raios X para examinar a mama humana; o teste é utilizado no diagnóstico de diferentes tipos de tumor, nódulos e de cistos. Somente a mamografia se mostrou ser útil na triagem de casos de câncer de mama, e se mostrou capaz de diminuir a mortalidade por esta causa.

Na fase inicial do câncer de mama, a mamografia é ainda a modalidade diagnóstica de escolha para o diagnóstico do tumor; o exame é considerado como padrão-ouro para outros métodos de imagem, como a ultra-sonografia, tomografia e ressonância nuclear magnética.

Em alguns países, a mamografia é indicada anualmente para mulheres mais velhas como método de triagem para diagnostico precoce do câncer de mama. O Colégio Brasileiro de Radiologia recomenda o screening mamográfico a partir dos 40 anos.

Exames de mamografia de alta resolução possibilitam a descoberta de sutis mudanças de densidade em todos os tipos de tecidos da mama, e permitem otimizar o contraste com a menor dose possível de radiação.

A mamografia é capaz de detectar a maioria dos tipos de câncer, antes que a paciente ou seu médico possam sentir alguma nodulação no seio, à palpação. O exame também é utilizado para avaliar nódulos que tenham sido percebidos durante o exame das mamas, ajudando a determinar quais nódulos são cancerosos e quais são benignos. No entanto, todos os nódulos suspeitos devem ser biopsiados ou removidos, mesmo que ele aparente ser benigno pela mamografia.

A mamografia pode também mostrar a localização exata do nódulo, antes da paciente ser submetida a uma cirurgia ou biópsia para removê-lo.

Figura 1: Mamografia digital - exame-normal

Benefícios do exame

A mamografia auxilia o médico no diagnóstico de doenças da mama, e, mais comumente, ajuda na detecção de câncer de mama em estágio precoce. Quanto menor e mais localizado o câncer no momento do diagnóstico e início do tratamento, maior a chance de cura. A mamografia permite a detecção de alguns tipos de câncer 1 ou 2 anos antes do que o médico assistente seja capaz de detectá-lo no exame clínico das mamas. Sabidamente, existe uma melhor possibilidade de cura se o câncer for descoberto em estágios iniciais.

Preparo

A paciente deve se certificar de que suas axilas e tórax estejam limpos. Desodorante, talco, loções, cremes ou perfumes nas axilas e tórax não devem ser utilizados no dia em que a mamografia for ser realizada, pois estes produtos podem dificultar a interpretação correta do exame (os produtos podem aparecer na radiografia como manchas de cálcio, levando a um diagnóstico errôneo).

Mulheres mais jovens, que ainda tenham períodos menstruais, poderão se sentir mais confortáveis ao fazer a mamografia 2 semanas após o fim da menstruação; nesta época do ciclo, as mamas podem se tornar menos túrgidas e o exame será menos incômodo.

O medico deve ser comunicado das seguintes situações:

Realização do exame

A mamografia é realizada em locais equipados com aparelho de diagnóstico radiológico específico, tais como clínicas especializadas de mastologia, hospitais, centros de especialidades, ou até mesmo utilizando se equipamento móvel.

A paciente deverá retirar sua blusa, sutiã e acessórios, tais como colares e brincos. O exame leva apenas alguns minutos. O técnico irá posicionar a mama sobre uma plataforma e colocar uma placa por cima, pressionando levemente. Isto pode ser incomodo por alguns segundos, mas permite que os raios X mostrem melhor o tecido profundo dos seios. Imagens frontais e laterais das mamas são captadas.

Duas ou três chapas em posições diferentes são tiradas de cada mama, para avaliar todo o seio. Cada chapa leva apenas poucos instantes para ser realizada.

Até poucos anos atrás, a mamografia era tipicamente executada em filmes radiológicos. Atualmente, mamografia está numa fase de transição para a detecção digital.

Sempre há um leve risco de dano a células ou tecidos expostos a qualquer radiação, inclusive os pequenos níveis de radiação usados para este teste. Porém, o risco de dano pelos raios X é muito baixo, se comparado com os benefícios potenciais do teste.

Processo de diagnóstico

O processo de diagnóstico para câncer de mama geralmente consiste em mamografias de triagem, mamografias de diagnóstico, e mamografias de biópsia quando necessário. Após uma mamografia de triagem, algumas mulheres apresentam alterações que não podem ser diagnosticadas p

 


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: