Cocaína causa alterações nos cérebros de adolescentes

Comentar

Comportamento

destaque_pessimistaEstudo realizado pelo Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) mostrou que o início precoce (antes dos 18 anos) do uso da cocaína causa alterações neuropsicológicas mais pronunciadas, com prejuízos nas funções do cérebro. Além disso, jovens que iniciam o uso da droga antes dos 18 anos têm maior frequência de consumo de outras substâncias, como álcool e maconha.

O estudo envolveu 103 pacientes dependentes de cocaína, dos quais 52 iniciaram o consumo da droga antes de completar 18 anos (idade média de início de 15 anos). Os outros 53 participantes iniciaram o uso da cocaína após completar 18 anos (idade média de início de 21 anos). O estudo envolveu, ainda, 63 pessoas saudáveis que não faziam uso de drogas.

Realizou-se uma bateria de testes com duas horas de duração que buscaram avaliar memória de trabalho, atenção sustentada (foco) e memória declarativa. Os resultados mostraram que os voluntários que iniciaram o uso da cocaína antes dos 18 anos apresentavam maior consumo de tabaco, álcool e maconha, além de maior déficit cognitivo, pior desempenho em atenção sustentada, menor memória de declarativa, controle inibitório e planejamento.

O uso de cocaína mostrou efeitos mais significativos entre os adolescentes porque o cérebro destes ainda está em formação, momento no qual ocorre a poda neural, processo no qual os neurônios sem uso são eliminados para o refinamento de outras áreas cerebrais.

Fonte: Jornal da USP, 25 de agosto de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>