Publicidade

Artigos de saúde

09 - Encarte Especial: A Prevenção da AIDS

A PREVENÇÃO DA AIDS

Está cada vez mais claro que a juventude tem que ser o foco das estratégias de prevenção da AIDS, sobretudo nos países mais afetados. Nos países onde a epidemia não é tão grave, a atenção aos jovens ajuda a garantir que permaneçam imunes ao HIV. A experiência sugere que, para enfrentar o HIV/AIDS de forma eficaz, é preciso forjar uma grande aliança de organizações das áreas de saúde, educação, desenvolvimento e política pública, trabalhando junto com o setor privado e as ONG’s. Uma estrutura estratégica focalizada na juventude reconhece que a epidemia de AIDS tem muitos componentes e que nenhuma abordagem única tem chance de sucesso.

A ênfase a ser dada a uns ao invés de outros elementos da estratégia depende do padrão da epidemia de HIV/AIDS que prevalece em cada país específico. Por exemplo, os países onde a epidemia ainda está no início devem focalizar mais a educação dos jovens sobre a AIDS, enquanto que os países onde o HIV/AIDS já está disseminado devem enfatizar o bloqueio à sua disseminação posterior e a mitigação de seus efeitos.

Para ter uma estratégia bem sucedida de HIV/AIDS, as respostas dos programas devem basear-se na pesquisa formativa e em avaliações das necessidades. Na medida em que a estratégia vá sendo implementada, o acompanhamento e a avaliação do impacto ajudam os planejadores a determinar o que está ou não está dando resultados e se os recursos estão sendo bem utilizados. É essencial ter elementos para confirmar o impacto do programa sobre o comportamento dos jovens, já que a mudança de comportamento é a meta dos programas de prevenção da AIDS (50).

A JUVENTUDE NO CENTRO DAS ATENÇÕES

Componentes principais de uma abordagem estratégica

Mudança do comportamento por meio da educação e comunicação

• Promover várias opções de comportamentos protetores, inclusive o adiamento da iniciação sexual, a abstinência e o uso constante do preservativo
• Os jovens participam de todos os aspectos do programa, desde a avaliação das necessidades até a veiculação da mensagem
• Aproveitar todas as oportunidades, seja a sala de aula, a comunidade ou a televisão • Usar o entretenimento para educar
• Adotar técnicas para evitar riscos, tais como recusar avanços sexuais e negociar o uso de preservativos
• Estimular a auto-eficácia: sentir-se confiante e capaz de evitar o HIV


Criação de programas para jovens que têm necessidades especiais

• Jovens de rua, órfãos, trabalhadores do sexo, refugiados, militares
• Chegar a todos os lugares onde estão os jovens
• Satisfazer primeiro suas necessidades imediatas


Mitigação da privação econômica e social

• Educação dentro e fora da escola
• Capacitação profissional e preparação para realizar negócios
• Micro-finanças e atividades de geração de renda
• Alimentação, habitação e atendimento às crianças

Tornar os serviços mais simpáticos aos jovens

• Serviços de saúde mais acolhedores, solidários e discretos
• Inclusão de uma gama maior de serviços e encaminhamento das pessoas, inclusive aconselhamento e exames voluntários de HIV, saúde emocional, necessidades sociais, orientação sobre o uso abusivo de substâncias
• Respeito constante à confidencialidade
• Horários convenientes para as pessoas que não têm consulta marcada, mínimo de burocracia
• Baixo ou nenhum custo





Acompanhamento da epidemia


• Prevalência por idade e incidência do HIV e de outras IST’s
• Monitoração do conhecimento, atitudes e comportamento relacionados à saúde
• Avaliação do impacto do programa

Criação de um ambiente favorável

• Os líderes nacionais dão publicamente uma alta prioridade à questão e solicitam a cooperação de todos
• As diretrizes nacionais e as leis permitem o oferecimento de recursos aos programas, defendem os direitos dos jovens ao atendimento e à informação de saúde, e protegem os jovens contra a discriminação
• Ligação e coordenação das organizações em todos os setores

Fortalecimento do compromisso financeiro

• Mais fundos para a prevenção geral do HIV/AIDS
• Maior parcela dedicada à juventude
• Compromissos assumidos pelo setor privado e pelo governo e entidades doadoras internacionais

Maior disponibilização de preservativos

• Acesso fácil, múltiplos centros de distribuição
• Sem custo nenhum ou a custo muito baixo
• Sem fazer perguntas
• Enfatizar o uso constante nas relações sexuais vaginais, anais e orais

Mobilização das comunidades

• Buscar a participação dos pais, professores e outros adultos
• Demonstrar interesse e dar atenção
• Defesa da causa da juventude
• Estabelecer bons exemplos
• Desafiar as práticas tradicionais


Population Reports is published by the Population Information Program, Center for Communication Programs, The Johns Hopkins School of Public Health, 111 Market Place, Suite 310, Baltimore, Maryland 21202-4012, USA



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: