Publicidade

Artigos de saúde

Ressaca de Carnaval: como curar?

© Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo

- Introdução
- Água ajuda a curar ressaca?
- O truque da torrada queimada na manhã seguinte.
- Um belo café da manhã.
- Quatro aspirinas e tchau ressaca!
- Está de ressaca? Nada de beber mais um pouco!
- Uma bela noite de sono!
- Nada de paracetamol
- Tira-gosto gorduroso
- Prevenir é o melhor remédio
- Referências Bibliográficas

Introdução

Muita gente exagera na bebida alcoólica durante o Carnaval, e no dia seguinte, sofre com a ressaca. Muitas são as receitas caseiras para curar, ou pelo menos amenizar, os sintomas, que podem ser dores de cabeça, náuseas, vômitos, sensibilidade à luz e ao barulho, letargia, disforia (mudança transitória e repentina do estado de ânimo) e sede.

A ressaca é causada pela hipoglicemia, desidratação, intoxicação por acetaldeído (produto metabólico do álcool) ou deficiência de vitamina B12. Mas, o que pode ser feito para curar a ressaca? O que é mito e o que é verdade nessas “receitas milagrosas”?

Água ajuda a curar ressaca?

O álcool é diurético, o que quer dizer que ele tende a aumentar a quantidade de urina produzida no organismo. Com isso, a pessoa urina mais e elimina mais água do corpo, o que pode desencadear um quadro de desidratação. Por isso, beber bastante água no dia seguinte à ingestão de bebidas alcoólicas ajuda a compensar a desidratação causada pelo excesso de álcool.

Além de ajudar na cura da desidratação, a água tem outra função no organismo. Durante o processo de destilação, são adicionados vários componentes às bebidas alcoólicas, e estes contribuem para as costumeiras dores de estômago que acontecem na ressaca. Beber muita água dilui estes componentes no estômago e trato intestinal, melhorando os sintomas de mal-estar abdominal.

O truque da torrada queimada na manhã seguinte.

Quem nunca ouviu que comer uma torrada queimada quando se acorda de ressaca ajuda a curá-la. Mas, será que isso funciona? Em coisas queimadas encontra-se carbono, composto que filtra as impurezas presentes na bebida alcoólica. Uma das práticas adotadas em Prontos Socorros para tratar a intoxicação por álcool é a ingestão de compostos de carvão. A torrada queimada funciona como uma versão muito mais leve desse tratamento.

Um belo café da manhã.

Comer bem na manhã seguinte a uma bebedeira ajuda na cura da ressaca. Quase qualquer tipo de alimento ajuda a aliviar os sintomas, uma vez que os alimentos dão ao corpo eletrólitos, que são fundamentais ao organismo para evitar e curar a desidratação. Claro que nem todas as pessoas sentirão disposição para comer, mas é importante fazer o esforço, especialmente se tiverem ocorrido vômitos. Refeições leves, com frutas e sucos são ideais.

Quatro aspirinas e tchau ressaca!

“Tomar duas aspirinas à noite e duas pela manhã é tiro e queda para ressaca!” Quem nunca ouviu esse conselho? Mas, será que ele funciona?

Medicamento muito eficiente no tratamento da dor de cabeça, a aspirina é frequentemente usada para curar ressacas. O maior problema, entretanto, é que, em algumas pessoas, a droga pode agravar uma gastrite já existente, ou causar outros efeitos colaterais mais sérios, como sangramento gástrico. Em pessoas não bebem regularmente ou não apresentam quadros de gastrite, as quatro aspirinas podem funcionar muito bem.

Está de ressaca? Nada de beber mais um pouco!

Pessoas que costumam beber frequentemente adotam a prática de “rebater” a bebida, ou seja, tomar uma pequena quantidade bebida alcoólica logo pela manhã para elevar o nível de álcool no sangue. Biologicamente, este truque fará a pessoa sentir-se bem por um pequeno período. Entretanto, ele não é recomendado, pois o nível de álcool sanguíneo mais elevado terá que ser diminuído eventualmente, em algum momento. Além disso, é um hábito que pode muito facilmente conduzir ao alcoolismo.

Uma bela noite de sono!

Descanse bastante. A maioria das ressacas somem dentro de 24 horas. Mesmo que a pessoa se sinta bem na manhã depois de beber muito, os efeitos do álcool são duradouros, e podem reduzir as capacidades motoras, de atenção e de concentração.

Nada de paracetamol

Quem está de ressaca deve passar longe de medicamentos à base de paracetamol, pois eles podem causar danos ao fígado quando combinados ao àlcool.

Tira-gosto gorduroso

Segundo a cultura popular, quem quer evitar a ressaca deve comer enquanto bebe. Preferencialmente, os populares tira-gostos devem ser gordurosos. Mas, será que isso funciona? A função da gordura é criar uma barreira na camada interna dos intestinos, fazendo com que o álcool leve mais tempo para ser absorvido pelo organismo. Nos países do Mediterrâneo, um remédio popular envolve tomar uma colher de azeite de oliva antes de beber, com o mesmo efeito. Mas é preciso cuidado, pois a gordura pode levar ao desenvolvimento de outras doenças.

Prevenir é o melhor remédio

Para que curar uma ressaca se é possível preveni-la? A melhor recomendação é beber moderadamente, sem exagerar. Estar com o estômago cheio reduz os efeitos negativos do álcool. Ingerir água durante as doses de bebida alcoólica ajuda a beber menos e diminui a desidratação. Agora, para nunca ter ressaca, o segredo é não beber!

Referências

1. Boa Saúde - http://www.boasaude.com.br/

2. Bibliomed - http://www.bibliomed.com.br/

3. Hangover treatment. Medline Plus. Disponível em http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/002041.htm, acessado dia 31 de janeiro de 2013.

Copyright © 2013 Bibliomed, 14 de fevereiro de 2013.



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: