Publicidade

Artigos de saúde

Diagnóstico do Diabetes

National Diabetes Information Clearinghouse

Centro Nacional de Informações Sobre Diabetes

Um comitê de especialistas da American Diabetes Association (Associação Americana de Diabetes) recomendou recentemente uma mudança nos nomes dos dois principais tipos de diabetes, uma vez que os nomes anteriores provocavam certa confusão. O tipo de diabetes que era antes conhecido como Tipo I, diabetes com início na juventude, ou Diabetes mellitus dependente-de-insulina (IDDM), é agora conhecido como diabetes tipo 1. O tipo de diabetes antes conhecido como Tipo II, ou Diabetes mellitus não dependente-de-insulina (NIDDM), é agora conhecido como diabetes tipo 2. Os novos nomes refletem um esforço para deixar de basear os nomes no tratamento ou na idade ou na época de início.

Um número menor para diagnosticar diabetes – O comitê de especialistas também recomendou um valor menor de glicose plasmática de jejum (fasting plasma glucose -FPG) para o diagnóstico do diabetes. O novo valor de FPG é de 126 miligramas por decilitro (mg/dL) ou superior, ao invés de 140 mg/dL ou superior. Esta recomendação foi baseada em uma revisão dos resultados de mais de 15 anos de pesquisa. A pesquisa mostrou que um jejum de glicose sangüínea de 126 mg/dL ou superior está associado com um aumento de risco de complicações de diabetes afetando os olhos, nervos e rins. Quando o diagnóstico foi baseado em um valor de glicose sangüínea de 140 mg/dL ou superior, essas complicações em geral se desenvolveram antes do diagnóstico de diabetes. Os especialistas acreditam que o diagnóstico precoce e o tratamento podem prevenir ou retardar as onerosas e pesadas complicações do diabetes.

O primeiro critério para diagnosticar o diabetes residia em grande parte na execução de um teste oral de tolerância à glicose (Oral Tolerance Test - OGTT). Neste teste, a pessoa deve comparecer em jejum, beber um soro glicosado e retirar uma amostra de sangue 2 horas depois. Este complicado procedimento tornou a detecção e o diagnóstico de diabetes um processo difícil e incômodo, e o comitê de especialistas recomentou que fosse eliminado do uso clínico. A mudança para o uso do jejum de glicose de plasma para se determinar a presença de diabetes tornará a detecção e o diagnóstico do diabetes mais rotineiros. O valor da dieta pode ser facilmente obtido durante as visitas de rotina ao médico, em clínicas existentes no local de trabalho e outras situações. Atualmente, cerca de 5 a 6 milhões de adultos nos Estados Unidos têm diabetes mas não sabem disto. O mais simples método de testagem de mensuração da glicose em jejum deve ajudar a identificar estas pessoas de modo que elas possam se beneficiar mais cedo do tratamento.

Pessoas com Alto Risco de Diabetes – Os especialistas sugeriram que adultos com 45 anos de idade ou mais velhos sejam testados quanto ao diabetes. Se a sua glicose sangüínea for normal no primeiro teste, eles devem ser então testados com um intervalo de 3 anos. As pessoas abaixo de 45 anos devem ser testadas se pertencerem ao grupo de alto risco para diabetes. Estes fatores de alto risco incluem:

- Estar com mais de 20% acima do peso corporoal ideal, ou ter um índice de massa corporal (BMI) maior que ou igual a 27. BMI é a razão entre o peso em quilogramas e a altura em metros quadrados (kg/m2). (Seu médico ou dietista pode lhe dar informações sobre o BMI).

- Ter o pai, a mãe, um irmão ou uma irmã com diabetes.

- Ser americano africano, nativo do Alaska, indiano americano, americano asiático, hispano-americano, ou americano da Ilha do Pacífico.

- Dar à luz um bebê pesando mais de 4(quilos) ou ter diabetes durante a gravidez.

- Ter pressão sangüínea em ou acima de 140/90 milímetros de mercúrio (mmHg).

- Possuir níveis anormais de lipídios no sangue, tais como alta densidade de lipoproteina (HDL), colesterol abaixo de 35 mg/dL ou triglicéris superior a 250 mg/dL.

- Ter tolerância anormal de glicose quando previamente testado quanto ao diabetes.

- Um nível casual de glicose do plasma (tomado a qualquer hora do dia) de 200 mg/dL ou superior, quando os sintomas de diabetes estiverem presentes.

- Um valor de jejum de glicose do plasma de 126 mg/dL ou superior.

- Um valor do OGTT no sangue de 200 mg/dL ou superior, medido com intervalo de 2 horas.

O comitê afirma que o diabetes pode ser detectado por qualquer um dos três testes positivos. Para confirmar o diagnóstico, deve existir um segundo teste positivo feito em um dia diferente.

Como mencionado acima, o comitê recomendou que o OGTT não seja usado.

Teste para Diabetes Durante a Gravidez O quadro de especialistas também sugeriu uma modificação no teste do diabetes durante a gravidez, afirmando que mulheres com baixo risco de diabetes gestacional não necessitam ser testadas. Este grupo de baixo risco inclui mulheres que:

- Estão abaixo de 25 anos de idade.

- Encontram-se dentro de seu peso normal.

- Não possuem histórico familiar de diabetes.

- Não fazem parte de nenhum grupo étnico de alto risco.

Todas as mulheres que não estejam na categoria de baixo risco devem ser testadas quanto ao diabetes gestacional durante o período entre a 24ª e a 28ª semanas de gravidez. O teste exige que se beba glicose e que se meça a glicose sangüínea 1 hora depois. Se o valor de glicose sangüínea for de 140 mg/dL ou superior, essa mulher deve ser avaliada em seguida.

Informação Adicional sobre Diagnóstico do Diabetes

O Centro Nacional de Informações do diabetes coleta fontes de informação sobre diabetes para o Combined Health Information Database (CHID). O CHID é uma base de dados produzida pelas agências de saúde do Governo Federal. O departamento fornece artigos, resumos e informação de disponibilidade para informações de saúde e recursos de educação de saúde.

A fim de dar a você as fontes mais atualizadas, especialistas em informação no Centro de Informações criaram uma pesquisa automática de CHID. Para obter esta informação, você deve ver os resultados da pesquisa automática em Diagnóstico do Diabetes.

Ou, se desejar fazer seu próprio banco de dados de pesquisa, poderá acessar o web site e pesquisar no CHID por si mesmo.

National Diabetes Information Clearinghouse

Centro Nacional de Informações sobre o Diabetes

1 Information Way
Bethesda, MD 20892-3560
E-mail: National Diabetes Information Clearinghouse

O National Diabetes Information Clearinghouse (NDIC) (Centro Nacional de Informações sobre o Diabetes) é um serviço do National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases (Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e dos Rins (NIDDK). O NIDDK é parte do National Institutes of Health under the U.S. Department of Health and Human Services (Institutos Nacionais de Saúde, sob o Departamento Norte-Americano de Saúde e Serviços Humanos). Estabelecido em 1978, o centro fornece informações sobre diabetes para pessoas diabéticas e seus familiares, profissionais de saúde e público em geral. O NDIC responde às questões; desenvolve, revisa e distribui publicações; e trabalha estreitamente ligado com organizações de pacientes e profissionais e com agências governamentais para coordenar as fontes sobre diabetes.

As publicações feitas pelo centro de informações são revisadas cuidadosamente para efeito de precisão, conteúdo e legibilidade científica. Este texto eletrônico não incorre na questão de direitos autorais. O centro de informações encoraja os usuários desta publicação virtual a fazer e distribuir quantas cópias desejarem.

Publicação NIH Nº. 00-4642
e-texto postado em: abril de 2000



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: