Publicidade

Artigos de saúde

Resistência ao Aprendizado de Usar o Banheiro

Definição

As crianças que resistem aprender a usar o banheiro podem molhar-se, sujar-se ou resistir a evacuar e, portanto tornar-se constipados. Muitos se negam a sentarem-se sobre o vaso sanitário ou apenas fazem isto se os pais mencionam o assunto e vão com a criança para o banheiro.

Se uma criança saudável que tem mais de 2 anos e meio de idade ainda não aprendeu a usar o banheiro após vários meses de tentativa, pode-se dizer que está resistindo ao processo. Pense na capacidade de seu filho adiar a evacuação mesmo que ainda não esteja sentado no banheiro. O uso de mais sessões práticas (como as utilizadas no treinamento dos esfíncteres) não será útil. Em vez disto, seu filho agora necessita de responsabilidade total e alguns incentivos para motivá-lo.

A causa mais comum de resistência ao aprendizado da higiene pessoal é lembrar demais a criança ou fazer muitos sermões a respeito. Algumas crianças são obrigadas a sentarem-se sobre o vaso contra a sua vontade, às vezes durante longos períodos. Algumas recebem palmadas ou são castigadas de outra forma por não colaborar. Muitos pais cometem estes erros, especialmente se a criança possuir caráter obstinado.

Como ajudar uma criança que urina ou defeca na roupa durante o dia

A maioria das crianças menores de 5 ou 6 anos de idade que sujam ou molham as calças e não têm sintomas de enfermidade, simplesmente estão testando quem tem mais poder, se elas ou os pais. Estas crianças podem ser ajudadas com as seguintes sugestões: se evitar evacuar e ficar constipada, ela necessitará de medicamentos, logo fale primeiro com o médico de seu filho. Se a criança também molha a cama à noite, trate primeiro dos hábitos diurnos que serão muito mais fáceis de mudar.

Transfira toda a responsabilidade para seu filho

Seu filho decidirá usar o vaso sanitário apenas quando compreender que não há mais como resistir. Fale pela última vez com ele a respeito. Diga à criança que seu corpo precisa fazer "xixi" e "cocô" todos os dias e que o corpo pertence a ele. Diga a ele que você lamenta tê-lo castigado, tê-lo obrigado a sentar no vaso tantas vezes ou haver lembrado com tanta freqüência. Diga a ele que de agora em diante ele não precisará mais de nenhuma ajuda. Depois disto, não fale mais, em hipótese nenhuma, sobre este assunto. Quando se der conta de que já não há mais conversa a este respeito , então decidirá fazê-lo para chamar a atenção.

1. Em geral, suspenda todos os lembretes para que ele use o vaso sanitário

Deixe que seu filho decida quando tem que ir ao vaso sanitário, portanto não o lembre de ir ao banheiro nem pergunte se está com vontade. Ele já sabe como se sente quando tem que ir fazer "cocô" ou "xixi" e sabe onde está o vaso. Os lembretes são uma forma de pressão e a pressão não dá bons resultados. Não deve obriga-lo sentar-se no vaso contra a sua vontade, porque isto estimulará uma atitude negativa sobre todo o processo.
Algumas crianças nunca utilizaram antes o vaso sanitário e a princípio necessitarão de um lembrete agradável, uma vez ao dia, quando for evidente que estão com vontade. Você pode dizer: "Você sabe o que pode fazer para que se sinta melhor". Porém, não acompanhe seu filho ao banheiro nem fique junto a ele no peniquinho.

2. Proporcione incentivos para a utilização do vaso sanitário

Se seu filho permanecer limpo e seco, é preciso que responda positivamente a isto, elogiando-o, sorrindo e abraçando-o. Esta resposta positiva deve acontecer a cada vez que seu filho usar o vaso sanitário. Se uma criança sujar-se ou molhar-se em alguns dias e em outros não, lembre-se de usar este reconhecimento deve acontecer apenas quando ele se mantiver seco durante um dia inteiro. Nos dias em que ele conseguir, considere a possibilidade de separar 20 minutos adicionais no dia para dedicar-se a uma brincadeira especial com seu filho ou para levá-lo ao parque. Algumas vezes os incentivos especiais, tais como guloseimas favoritas, podem ser de grande utilidade. Uma das tarefas principais é encontrar o incentivo correto. Quando uma criança evacua no banheiro, é melhor exceder-se no prêmio (por exemplo, dar-lhe um punhado de guloseimas de uma vez). Se você quer obter a colaboração de seu filho, deve oferecer a ele algo irresistível. Os incentivos são mais eficientes se são especiais, que não estejam disponíveis como recompensas para outras tarefas ou como parte da vida diária.

3. Dê estrelinhas e adesivos como prêmios por usar o banheiro

Obtenha um calendário para seu filho e coloque-o em um lugar bem visível. Ponha uma estrela no calendário a cada vez que seu filho usar o vaso sanitário. Continue com este registro de sucesso até que tenha transcorrido 2 semanas sem que seu filho tenha nenhum acidente.

4. Ponha o peniquinho em um lugar cômodo

Certifique-se de manter o penico no quarto onde ele normalmente brinca. Isto o lembra visualmente de sua opção sempre que ele sentir que precisa urinar ou evacuar. Se a criança tem urinado nas calças, a presença do penico e a promessa de doces normalmente provocará uma mudança de conduta. Diga à criança que você gostaria que o fato de sentar no penico fosse muito divertido. O que ele gostaria de fazer? Por um tempo, algumas crianças podem necessitar de guloseimas simplesmente para se sentar no vaso e tentar.

5. Fraldas, calções ou roupa de baixo

Sempre que for possível, troque os calções ou fraldas por roupa de baixo (calcinhas e cuecas). Ajude seu filho a escolher a roupa de baixo com desenho de personagens que "não gostam de xixi e cocô". Isto normalmente provoca a decisão correta por parte da criança. Mesmo se a criança molhar a roupa de baixo, prossiga com a decisão. Se a criança evita evacuar, permita a ela o acesso seletivo às fraldas ou calções apenas para evacuar.

6. Lembre a seu filho que ele deve trocar a roupa ao molhar-se ou sujar-se.

Se perceber que seu filho está com as calças molhadas ou sujas, peça a ele que se limpe imediatamente. O papel principal que você tem neste programa é fazer cumprir esta regra. Se seu filho está molhado, provavelmente poderá se trocar e pôr roupa limpa sozinho. Se seu filho estiver sujo, provavelmente necessitará de sua ajuda para se limpar. Se a criança recusa-se a ser trocada por você, mantenha-o em seu quarto até que ele permita.

7. Não castigue nem critique seu filho por causa dos acidentes.

Responda com benevolência aos acidentes e não permita que os irmãos ou irmãs zombem dele. Não torne a colocar fraldas nele a não ser que esteja tomando algum tipo de laxante. O castigo ou as críticas apenas irão retardar o treinamento satisfatório e poderiam causar problemas emocionais secundários.

8. Peça ao pessoal do jardim de infância ou do maternal que façam uso da mesma estratégia.

Solicite à professora de seu filho ou à encarregada do maternal que dêem privilégios ilimitados a seu filho por ir ao banheiro toda vez que o fizer. Mantenha um jogo adicional de roupa de baixo limpa na escola ou no maternal.

Procure ajuda médica se:

-
Seu filho sentir dor ou ardor ao urinar.
- A resistência não melhorar após 1 mês praticando este programa.
- A resistência não desaparecer completamente após 3 meses.

Escrito por B.D. Schmitt, M.D., autor de "Your Child's Health", Bantam Books.
Copyright 1999 Clinical Reference Systems



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: