Publicidade

Artigos de saúde

Manchas na Roupa por Prisão de Ventre: Criança em Idade Escolar

Definição

Muitas crianças que apresentam manchas pequenas em suas roupas íntimas várias vezes ao dia estão muito constipados ou com prisão de ventre. As manchas se apresentam porque grandes quantidades de matéria fecal dura no reto se desprendem em momentos inesperados. Isto é mais provável de ocorrer quando seu filho estiver correndo ou pulando.

Estas manchas não são intencionais. As fezes geralmente apresentam-se endurecidas e ressecadas para que possam sair espontaneamente, portanto a criança não pode controlar esta perda involuntária de fezes até que este "tampão" seja retirado.

Existem muitas razões pelas quais as crianças ficam com prisão de ventre - dieta rica em leite, diferenças genéticas, por evitarem as evacuações devido ao fato de serem dolorosas, ou retenção das evacuações como forma de resistir ao treinamento de uso do banheiro. A possibilidade de causas físicas requer um exame completo realizado pelo médico de seu filho.

Tratamento das manchas por prisão de ventre nas crianças que já usam o banheiro

1. Primeiro use enemas para retirar as fezes ressecadas. A dose é de aproximadamente 30 gramas para cada 10 kg de peso de seu filho. Por exemplo, uma criança que pese 25kg deve receber 75 gramas de hiperfosfato. Não aplique mais de 120 gramas de enema em nenhuma criança. Faça com que seu filho retenha o enema por 5 minutos. Após este tempo insista para que se sente no vaso sanitário para evacuar o enema.

Aplique um segundo enema de hiperfosfato 1 ou 2 horas após o primeiro e um terceiro enema 12 a 24 horas se achar necessário. Os indicadores de que seu filho está com prisão de ventre incluem manchas contínuas ou "bolinhas" de fezes que podem ser sentidas na parte inferior do abdome, à palpação.
Antes de aplicar os enemas, dê a seu filho um ou dois copos de água para beber porque os enemas podem ocasionar alguma desidratação.

Se quiser preparar seus próprios enemas, use solução salina normal. Você pode preparar a solução salina acrescentando 2 colherinhas de sal de mesa a um litro de água morna. Aplique 60ml de solução salina para cada ano de idade da criança. Não aplique mais de 480ml de solução de enema em nenhuma criança.

Se não souber como aplicar um enema, pergunte ao médico. Uma vez que a criança consiga evacuar, os enemas não serão mais necessários. A constipação intestinal de seu filho pode ser completamente tratada com medicamentos por via oral. O uso contínuo de enemas irrita o reto e pode fazer com que seu filho retenha voluntariamente as evacuações.

2. Use emolientes de fezes para manter as fezes macias - Os emolientes de fezes tornam as mesmas mais macias e fáceis de evacuar. Diferente dos laxantes, não ocasionam contrações nem pressão no intestino. Se você usar óleo mineral, mantenha-o no refrigerador porque assim ele fica com um gosto melhor. Faça com que seu filho tome com suco de frutas para disfarçar o sabor ou dê algo saboroso em seguida. Dê a seu filho um comprimido de vitamina diariamente aproximadamente ao meio dia enquanto estiver usando óleo mineral.

3. Use laxantes para manter o reto vazio se os emolientes de fezes não funcionarem - Os laxantes (ou estimulantes intestinais) fazem com que o intestino grosso se contraia, empurrando a matéria fecal para o reto. Não se preocupe com a possibilidade de seu filho se tornar dependente de laxantes (quer dizer, que ele passe a não evacuar sem eles). O objetivo mais importante é manter o reto vazio. Sempre será possível retirar aos poucos os laxantes usados em crianças, mesmo após 6 meses de uso.

4. Estimule seu filho a ingerir uma dieta que não seja causadora de prisão de ventre. Faça com que seu filho coma muitas frutas e vegetais diariamente (os vegetais crus são melhores). Alguns exemplos são figos, tâmaras, uva-passa, pêssegos, pêras, aipo, repolho e milho.

O farelo de cereais é um laxante natural pois contém alto conteúdo de fibras. Faça com que seu filho coma farelo de cereais diariamente incluindo biscoitos de farelo, pães de farelo ou pão de farinha integral em sua dieta. As pipocas, nozes e amendoins, trigo triturado, aveia, arroz integral, favas e feijão com polpa são também boas fontes de fibras.

Já foi comprovado que causam prisão de ventre apenas os produtos lácteos (leite, queijo, iogurte, sorvete) e as cenouras cozidas. Seu filho deverá limitar a ingestão de produtos lácteos a 2 copos ou equivalente por dia. Estimule muitos sucos de frutas porque estes aumentam as evacuações. (Exceção: o suco de laranja não ajuda). Porém, não pressione seu filho por causa da dieta; em vez disto, ofereça-lhe opções e inclua seu filho nas decisões sobre quais alimentos comer.

5. Estimule seu filho a sentar-se no vaso por 10 minutos após as refeições. A menos que seu filho faça isto, os medicamentos não funcionarão. Normalmente, as crianças e os adultos sabem quando seu reto está cheio porque isto incomoda e ocasiona algumas contrações intestinais ("a vontade de evacuar"). As crianças que estejam sem evacuar por muito tempo perdem esta sensação e precisam de 2 a 4 semanas para recuperá-la. Durante este tempo, seu filho deve se sentar no vaso sanitário ainda que não sinta necessidade de fazê-lo. O melhor momento parece ser 20 ou 30 minutos após as refeições. Tente usar um cartaz como lembrete. Mas por favor, não o lembre mais de 2 vezes ao dia nem o faça de maneira categórica porque isto produzirá uma atitude negativa com relação a todo o processo. Nunca insista para que ele se sente no vaso se estiver ocupado fazendo outra coisa. Diga a ele que você quer que o ato de sentar-se no vaso seja divertido e pergunte a ele o que ele gostaria de fazer lá. Eleja bons momentos para lembretes amáveis e mencione que o médico dele pediu que o ajude a lembrar.

Outros conselhos para que seu filho use o banheiro que são indispensáveis ao êxito são:
- Fazer força quando estiver sentado no vaso.
- Inclinar-se para a frente de modo que o peito toque os joelhos. Esta posição abre o reto. Inclinar-se para a frente e relaxar-se um pouco também pode ajudar.
- Se os pés de seu filho não tocam facilmente o chão, use um banco par dar-lhe apoio enquanto ele estiver fazendo força.
- Seu filho deve sentar-se no vaso com mais freqüência e até 10 minutos de cada vez (aos finais de semana ou após a escola) até que obtenha uma evacuação volumosa.

6. Esclareça para seu filho que ele pode manter-se limpo se:
- Mantiver os intestinos vazios e sem constipação.
- For ao banheiro todos os dias.

7. Recomende a seu filho que se mantenha limpo.
- Algumas crianças precisam de mais estímulo e recomendações do que outras, e este tipo de apoio é sempre útil. As recompensas geralmente não são necessárias a menos que seu filho tenha menos de 5 anos de idade.

8. Ajude seu filho a responder às manchas.
- Se seu filho está tomando os medicamentos corretos e senta-se no vaso, não devem ocorrer acidentes. Porém, pode levar várias semanas até que encontre o programa correto de tratamento. Mesmo assim, em algumas crianças as manchas reaparecerão (geralmente após 4 ou 5 dias sem evacuar). Nestes casos, aja da seguinte forma com relação às manchas:
- Reconheça o episódio. Não o ignore. Tão logo note o episódio por meio do odor ou comportamento, lembre seu filho de ir limpar-se sozinho imediatamente. Estimule seu filho a vir com você antes que mais alguém note o incidente. Porém, não espere que seu filho confesse estar sujo.
- Limpe a pele. Antes que sente no vaso, sugira a ele um banho de imersão de 5 minutos na banheira. Isto pode relaxar o esfíncter anal e dar a seu filho a vontade de evacuar.
- Faça seu filho sentar-se no vaso. Se estiver havendo perda gradual de matéria fecal pelo ânus, o reto está claramente cheio e deverá ser esvaziado.
- Limpe a roupa suja. Primeiro, retire com uma espátula ou algo similar as fezes da roupa de baixo. Depois, enxágüe-a no banheiro. Finalmente, deixe a peça de molho em um recipiente com tampa, em sabão e alvejante (tipo cloro), em local conveniente. Você pode estimular seu filho a ajudá-la com isto, mas precisará fazer a maior parte do processo até que ele tenha 7 ou 8 anos de idade.
- Evite castigos. Não o culpe ou critique. Além disto, não permita que os irmãos zombem dele. Nunca volte a colocar fraldas em seu filho. Se alguém da sua família quiser "castigar a criança severamente", faça com que esta pessoa tenha consciência de que este tipo de atitude retarda a cura e pode causar problemas emocionais secundários.

9. Solicite ajuda do pessoal da escola.
- Estas crianças precisam de acesso imediato ao banheiro da escola, especialmente se forem tímidas. Estimule seu filho a não sentir vergonha por sair da sala de aula para ir ao banheiro. Seu médico enviará para a escola um relatório solicitando direitos ilimitados de ir ao banheiro a qualquer momento que ele deseje sem ter que pedir permissão. Se o problema for grave, você pode enviar para a escola uma troca de roupa limpa.

10. Ajude seu filho a escrever um registro de progressos.
- Seu médico dará a seu filho um calendário. Traga-o em todas as consultas. Este registro deverá ser mantido até que seu filho tenha parado com todos os medicamentos e tenha passado 1 mês sem apresentar nem um incidentes.

11. Compareça a todas as consultas de controle.
- Ao saber que deverá retornar a seu médico para informar a respeito de seu progresso, a criança freqüentemente tem mais motivação. Após os 8 anos, a maioria do programa de tratamento deverá ser entre seu filho e o médico. Quanto mais envolvido e mais responsável seu filho se sentir, melhores serão os resultados. A primeira consulta de acompanhamento é especialmente importante para que o médico possa estar seguro dos resultados.

Procure ajuda médica se:

-
Seu filho sujar-se duas ou mais vezes e se o fato de sentar-se no vaso não ajudar.
- Sentir que seu filho está com prisão de ventre outra vez.
- As evacuações continuarem sendo dolorosas.
- Seu filho não quiser tomar os medicamentos, nem sentar-se no vaso.
- Tiver outras dúvidas ou preocupações.

Escrito por B.D. Schmitt, M.D., autor de "Your Child's Health", Bantam Books.
Copyright 1999 Clinical Reference Systems



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: