Publicidade

Artigos de saúde

Complicações do Diabetes: Úlceras do Pé e Infecções

Definição

Úlceras no pé (feridas) e infecções são os problemas que o diabetes pode causar. A gravidade do problema pode alcançar desde ferimentos menores a sérios danos do tecido do pé.

Como elas ocorrem?

Quando a pessoa tem diabetes, a circulação do sangue nos seus pés não é tão boa quanto deveria ser e fica portanto mais difícil para o corpo lutar contra as infecções e curar-se por si só. Como resultado, qualquer infecção e ferimentos no pé podem tornar-se sério. Sem tratamento, infecções graves podem fazer a carne do pé morrer (gangrena). Diabéticos são 20 vezes mais propensos a ter gangrena no pé. Por causa do desenlace dos danos do nervo, pode não sentir dor ao machucar o pé ou durante infecções o que pode dificultar a constatação da necessidade de tratamento médico.

Quais são os sintomas?

Os sintomas iniciais são inchaço, vermelhidão, ou dor. Feridas podem aparecer na sola do pé e depois de curadas podem retornar no mesmo lugar posteriormente. Se as feridas não forem tratadas, pode haver morte tecidual no local e a pele tornar-se escura.

Como é procedido o tratamento?

Antibióticos ou outros medicamentos podem ser necessários para colocar sobre a ferida ou parte infectada do pé. O medicamento pode prover combate à infecção, limpando o ferimento.

Pode haver a necessidade de hospitalização para tratamento. Se os antibióticos não curarem a área infectada e ulcerada, o médico pode ter que remover a carne infectada cirurgicamente e no caso de haver gangrena, o médico pode ter que amputar parte ou todo o pé.

Qual a duração dos efeitos?

Enquanto tiver diabetes, haverá o risco de infecção no pé.

Como prevenir as complicações diabéticas do pé?

Cheque seu pé todos os dias e siga estes cuidados abaixo:

Verifique o pé com ao final de cada dia para certificar-se de não ter áreas avermelhadas, cortes, ou arranhões que podem sofrer infecções.

Banho e secagem:

-
Lave os seus pés todos os dias com sabão e água morna. Depois seque o seu pé cuidadosamente, especialmente entre os dedos. Aplique lanolina após seus pés estarem secos para manter a pele macia e livre de calos.
- Se o seu pé transpirar bastante, mantenha-os secos polvilhando talco sobre eles.

Tratando de calos:

-
Não trate de calos por conta própria. Não use produtos que estão a disposição nas prateleiras de farmácias a não ser que o seu médico permita.
- Informe seu médico assim que desenvolver calo.

Cuidados ao cortar a unha:

-
Corte as unhas do pé cuidadosamente, retas, ou seja, não corte as laterais ou as cutículas.
- Limpe-as cuidadosamente.

Aquecimento do pé:

-
Vista meias de algodão ao ir dormir caso precise de aquecimento extra para os pés. Evite usar bolsas de água quente ou aquecedores elétricos, pois pode não ter a exata sensação de quente e frio nos pés podendo queimar-se acidentalmente e desenvolver uma infecção.
- Evite por os pés onde podem ser queimados acidentalmente: por exemplo, na areia quente da praia, em banheiras quentes ou banheiras de hidromassagem, ou perto de lareiras.

Calçados:

-
Use couro macio e que modelem adequadamente.
- Pergunte ao médico a respeito de sapatos feitos sob encomenda, especialmente se tiver problemas nos pés.
- Evite calçar sapatos novos por mais de uma hora por dia até que eles estejam amaciados.
- Evite sentar de pernas cruzadas.
- Vista meias limpas e troque-as pelo menos uma ao vez ao dia.

Complementando este guia de cuidados, um bom controle de açúcar no sangue e pressão sangüínea ajuda a prevenir problemas nos pés.

Develop by Clinical Reference Systems.
Copyright 1998 Clinical Reference Systems.



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: