Publicidade

Artigos de saúde

Pressão Arterial Alta: Hipertensão Essencial

O que é hipertensão essencial?

Hipertensão é o termo para a pressão arterial que está mais alta do que a normal. Se exames repetidos da pressão arterial mostrarem que ela está a 140/90 (14 por 9) ou mais alta, você tem quadro de hipertensão.

A pressão arterial normal é 120/80. 120 mmHg (milímetros de mercúrio) é a pressão sistólica ou de bombeamento e 80 mmHg é a diastólica ou de descanso. A pressão arterial é a medida da intensidade com a qual o coração está trabalhando para bombear o sangue através do corpo. À medida em que a pressão sistólica ou diastólica aumentam, o coração tem que trabalhar mais intensamente e as veias sangüíneas, assim como o próprio coração, ficam danificados o que pode levar a doenças cardíacas e derrames.

A doença da hipertensão é freqüentemente chamada de hipertensão essencial ou primária quando não houver causas óbvias e implícitas. Mais de 95% de toda a pressão arterial alta é do tipo hipertensão essencial. Quando a hipertensão é causada por uma doença, outro problema físico ou droga, é chamada de hipertensão secundária.

Quais são as causas?

Não existem causas claras para a hipertensão essencial. No entanto, diferentes fatores podem aumentar a pressão arterial, tais como:

- stress
- excesso de peso
- fumo
- muito sal na alimentação
- alto pesado de bebidas alcoólicas

Hereditariedade, sexo, idade e raça também são fatores importantes. Ainda não se tem certeza de como todos estes fatores afetam a pressão arterial.

Quais são os sintomas?

Normalmente, a hipertensão não provoca sintomas por muitos anos. O primeiro sintoma pode ser ataque cardíaco ou derrame. Por isso é importante checar regularmente a pressão arterial pelo menos uma vez por ano.

Sintomas de hipertensão forte ou complicações podem ser dor de cabeça, desmaios, batimentos cardíacos irregulares ou taquicardia, cansaço ao menor esforço, impotência, sangramento pelo nariz, dor torácica e respiração ofegante.

Como é feito o diagnóstico?

Devido ao fato de a hipertensão inicialmente não causar sintomas, ela é freqüentemente descoberta quando o médico faz algum exame de rotina. Pelo fato de a hipertensão ser um problema comum e poder ser facilmente tratada, a pressão arterial é sempre checada em exames médicos porque se não for detectado o problema e tratado em tempo hábil pode causar sérios problemas à saúde.

Se a medida da pressão arterial for alta, seu médico pedirá a você que retorne para exames adicionais. Se três ou mais leituras forem maior do que 140/90, você é hipertenso.

Se for diagnosticado pressão arterial alta, é preciso descobrir se há uma causa óbvia ou complicações que precisam ser tratadas. O médico perguntará sobre seu histórico clínico e fará um exame físico. Também poderão ser feitos exames laboratoriais com amostras da sua urina e do seu sangue. Você poderá fazer um raio-X torácico ou um eletrocardiograma (ECG).

Como é feito o tratamento?

O tratamento depende de quão elevada está a pressão , do risco que possua para doenças cardíacas e cardiovasculares e para outras complicações. As metas do tratamento é baixar a pressão arterial ao nível mais próximo do normal quanto possível e reduzir os riscos de doenças cardíacas e derrames.

Se sua pressão arterial estiver suavemente ou até moderadamente alta, poderá ser possível reduzí-la ao normal sem medicação através de perda de peso, mudanças na alimentação e exercícios físicos. Seu médico deverá recomendar que:

- Reduza a quantidade de sal (sódio) na sua alimentação.
- Faça exercícios regularmente como caminhar ou nadar no mínimo três vezes por semana. Certifique-se junto ao seu médico sobre os tipos e as quantidades de atividade física são melhores.
- Perca peso caso esteja acima do peso.
- Limite a quantidade de bebida alcoólica e cafeinadas, inclusive refrigerantes.
- Pare de fumar, se for o caso.
- Reduza o estresses através do controle da tensão, exercícios de relaxamento ou aconselhamento.

Se estas mudanças no estilo de vida não abaixarem sua pressão arterial o suficiente, o seu médico deverá prescrever um medicamento para reduzí-la. Existem muitos tipos de drogas para reduzir a pressão arterial, como por exemplo, os diuréticos pois ajudam o seu corpo a eliminar o excesso de água e sódio(sal).

Quando você começar a tomar a medicação, é importante:

- Tomá-la regularmente, exatamente como prescrita.
- Contar imediatamente a seu médico a respeito de qualquer efeito colateral.
- Fazer retornos regulares ao seu médico.

Poderá não saber a princípio qual medicamento ou combinação de medicamentos funcionarão melhor com você mas com o tempo, juntamente com seu médico, encontrarão o melhor tratamento.

Qual a duração dos efeitos?

É provável que precise de tratamento para pressão arterial alta pelo resto de sua vida. No entanto, um tratamento adequado pode controlar a pressão e prevenir ou retardar as complicações, pois caso não faça isso, o coração terá que trabalhar duro para manter o sangue fluindo, ocasionando possíveis danos a outros órgãos, desenvolvendo sérios problemas que porão em risco sua vida, tais como doenças cardíacas, derrame e falência renal.

Que cuidados devem ser tomados?

O seu tratamento será muito mais eficiente se seguir as seguintes regras:

- Sempre siga as instruções do seu médico ao tomar os medicamentos. Não tome menor quantidade nem por menos tempo que o prescrito. Cheque sua pressão arterial toda vez que seu médico solicitar . Faça uma tabela com as leituras.
- Use menos sal. Cheque os níveis de sal listados nas tabelas alimentares. Evite alimentos enlatados ou prontos, a não ser que sua tabela diga que eles não têm adição de sal.
- Desenvolva e mantenha um programa de atividades físicas que inclua pelo menos 30 minutos de caminhada, bicicleta ou natação de três a cinco vezes por semana, de acordo com as recomendações do seu médico.
- Não beba mais que duas medidas (aproximadamente 60ml) de licores fortes, ou duas cervejas ou 2 taças de vinho (aproximadamente 170ml) por dia.
- Não fume.
- Limite a quantidade de cafeína que beber.
- Tente reduzir o estresse diário ou aprenda a lidar com situações que causem ansiedade.
- Peça seu médico informações sobre a medicação que estiver tomando.
- Se precisar, perca peso.
- Conte seu médico a respeito de qualquer efeito colateral que tenha com a medicação.

O que pode ser feito para prevenir a hipertensão essencial?

Mudanças no estilo de vida, tais como comer menos sal, parar de fumar, exercitar-se regularmente e controlar o peso poderão auxiliar na prevenção da pressão arterial alta.

Original de: Phyllis G. Cooper, R. N., M.N. e "Clinical Reference Systems"



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: