Notícias de saúde

Usando a natureza para tratamento contra o estresse

29 de maio de 2019 (Bibliomed). Tirar pelo menos 20 minutos por dia para caminhar ou sentar-se em um lugar que coloque o indivíduo em contato com a natureza pode diminuir significativamente os níveis de estresse, segundo um estudo publicado na revista Frontiers in Psychology.

Pesquisadores da Universidade de Michigan em Ann Arbor, e seus colegas estudaram 36 moradores urbanos que foram convidados a ter uma experiência natural, definida como passar o tempo em um lugar ao ar livre e que trazia uma sensação de contato com a natureza, pelo menos três vezes por semana, durante 10 minutos ou mais, durante oito semanas. Antes e depois de uma experiência natural em quatro momentos durante o período do estudo, os participantes forneceram amostras de saliva.

Descobriu-se que uma experiência com a natureza produziu uma queda de 21,3% por hora no cortisol salivar além da queda diária de 11,7% do hormônio. Por tempo gasto, a eficiência do contato com a natureza foi maior entre 20 e 30 minutos, após o que os benefícios foram acrescidos a uma taxa reduzida. Não houve efeito do tipo de atividade na resposta do cortisol. Houve uma queda de 28,1% por hora na alfa-amilase salivar após o ajuste para seu aumento diurno de 3,5% por hora, mas apenas entre os participantes menos ativos (por exemplo, sentado ou sentado com alguma caminhada).

Os métodos para este estudo de tratamento adaptativo de restauração baseada na natureza abrem novas portas para abordar algumas complexidades como medir a eficácia do contato com a natureza no contexto da vida diária normal. Os resultados fornecem um ponto de partida validado para os profissionais de saúde que prescrevem uma pouco da “natureza” para aqueles sob seus cuidados.

Fonte: Front. Psychol. 10:722. DOI: 10.3389/fpsyg.2019.00722.

Copyright © 2019 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários