Notícias de saúde

Depressão e obesidade são frequentemente encontradas em conjunto

27 de outubro de 2014 (Bibliomed). Depressão e obesidade tendem a andar de mãos dadas, segundo disseram as autoridades de saúde dos Estados Unidos. Segundo um novo relatório do National Center for Health Statistics, não se poderia explicar por que ou como a obesidade e a depressão são muitas vezes ligados.

A combinação era tão comum que 43 por cento dos adultos deprimidos também eram obesos, de acordo com o relatório. Essa associação foi ainda mais prevalente entre aqueles que tomam antidepressivos: 55 por cento dos pacientes também eram obesos.

Os pesquisadores verificaram que, à medida que a gravidade da depressão aumenta, o mesmo acontece com as chances das pessoas serem obesas. No entanto, o estudo não prova uma relação de causa e efeito.

Além disso, o sexo e raça desempenhou um papel na ligação entre a obesidade e depressão. De acordo com o relatório, as mulheres que sofrem de depressão tinham mais chances de serem obesas do que as mulheres que não deprimidas, não importando a faixa etária.

Tanto a depressão e obesidade afetam muitos aspectos da vida, e sua relação é naturalmente complexa. Algumas das ligações são óbvias: a obesidade pode causar baixa autoestima, isolamento social e problemas de saúde.

Outro elo comum pode ser a dieta - excessos e hábitos alimentares pouco saudáveis ​​podem aumentar as chances de depressão e obesidade. Ainda, a medicação para a depressão também pode desempenhar um papel, is alguns antidepressivos populares são conhecidos por causar ganho de peso.

Fonte: Montefiore Medical Center/Albert Einstein College of Medicine, New York City; Oct. 16, 2104, Report: Depression and Obesity in the U.S. Adult Household Population, 2005-2010.

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários