Notícias de saúde

Comer muito à noite engorda

09 de agosto de 2013 (Bibliomed). Sabe aquele ditado que diz que você deve "tomar café da manhã como um rei, almoçar como um príncipe e jantar como um mendigo"? Pesquisadores israelenses confirmaram que quem o segue está em menor risco para diabetes, hipertensão e doenças cardíacas.

Realizado na Universidade de Tel Aviv, o estudo mostrou que pessoas cujo café da manhã era mais volumoso do que as demais refeições do dia eram mais propensas a perder peso e a diminuir a circunferência abdominal do que aqueles que consumem um jantar farto.

O estudo envolveu 93 mulheres obesas que foram aleatoriamente designadas para um ou dos grupos de dietas, ambas com 1.400 calorias, ao longo de 12 semanas. O primeiro grupo consumiu 700 calorias no café da manhã, 500 no almoço e 200 no jantar. O segundo grupo comeu um café da manhã de 200 calorias, 500 calorias almoço e jantar 700 calorias. As 700 calorias café da manhã e jantar incluídos os mesmos alimentos.

As participantes que comeram um almoço maior, que incluiu uma sobremesa, como um pedaço de bolo de chocolate ou um biscoito, também apresentaram níveis significativamente mais baixos de insulina, glicose e triglicérides ao longo do dia, traduzindo-se em um menor risco de doença cardiovascular, diabetes, hipertensão e colesterol elevado.

Publicado na revista Obesity, o estudo mostrou que as participantes do grupo que ingeriu mais calorias no café da manhã do que no jantar perderam mais peso e mais centímetros na circunferência abdominal do que as do grupo com mais calorias no jantar do que no café da manhã.

Além disso, as participantes que consumiam mais calorias no café da manhã do que no jantar apresentaram níveis mais baixos do hormônio regulado de grelina, o que indica maior saciedade e menor vontade de comer ao longo do dia.

Fonte: UPI, 08 de agosto de 2013

Veja a importância do açúcar para saciar a fome em Boa Saúde

Perda de peso induzida pelo exercício altera hormônios relacionados ao apetite. Leia em Bibliomed

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários