Publicidade

Notícias de saúde

Adesivos eletrônicos podem substituir injeções de insulina

22 de agosto de 2012 (Bibliomed). Um dispositivo desenvolvido por uma empresa norte-americana pode colocar fim à necessidade de alguns diabéticos tomarem injeções diárias. O adesivo eletrônico, conhecido como U-Strip, é acompanhado de um dispositivo chamado aplicador sônico, que, ao ser encostado no adesivo, envia ondas sonoras que abrem os poros da pele e fazem com que a insulina entre rapidamente na corrente sanguínea.

O primeiro experimento envolveu 100 voluntários dependentes de insulina para analisar a capacidade de o medicamento chegar ao sangue na mesma velocidade e eficácia que a injeção.

Os adesivos que liberam medicamentos já são usados como alternativa em outros tratamentos, como a terapia de substituição hormonal na menopausa ou no combate ao tabagismo. Contudo, eles funcionam apenas com medicamentos compostos de pequenas moléculas, o que tem dificultado a criação de um método semelhante para a diabetes, visto que as moléculas da insulina têm grandes dimensões.

Apesar disso, a técnica desenvolvida pela empresa norte-americana pode ajudar os diabéticos, já que no momento em que as ondas sonoras chegam à pele, os poros são dilatados e é aberto o caminho para a administração da insulina, que chega ao sangue em alguns segundos.

Como ocorre com as injeções, o processo deve ser repetido várias vezes ao dia para o que níveis de glicose se mantenham controlados, e o adesivo fica na pele durante todo o dia, mesmo durante o banho.

Agora, a empresa está testando o adesivo em um grupo maior de pacientes (mais de 500), e, caso os resultados sejam positivos, ele poderá estar disponível no mercado em até três anos.

Fonte: DiabeteNet, 11 de agosto de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: