Publicidade

Notícias de saúde

Concussões podem acelerar envelhecimento do cérebro

08 de agosto de 2012 (Bibliomed). Traumas na cabeça podem apressar o processo natural de envelhecimento do cérebro. A conclusão é de pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, que analisaram dados de estudantes universitários com e sem histórico de concussões e descobriram alterações na forma de andar, equilíbrio e na atividade elétrica do cérebro, especificamente no controle de atenção e impulso.

Os pesquisadores pediram aos voluntários para executar determinadas tarefas em um computador enquanto monitoravam seus cérebros. Os resultados mostraram que os cérebros dos participantes do grupo que nunca havia sofrido concussões apresentaram maiores áreas de ativação elétrica do que os dos participantes com histórico de lesão cerebral.

Os pesquisadores explicam o cérebro vai se deteriorando normalmente com o passar dos anos. Contudo, impactos e lesões na cabeça podem causar um aceleramento desse processo.

De acordo com os especialistas, as pessoas que já sofreram alguma lesão na cabeça não precisam entrar em pânico, porque isso não quer necessariamente dizer que a pessoa vai envelhecer mais rapidamente ou que ela vai sofrer de Alzheimer. Além disso, os pesquisadores salientam que outros fatores, como escolhas de estilo de vida, tabagismo, consumo de álcool, pratica de exercícios físicos, histórico familiar e estimulação do cérebro também afetam o processo de envelhecimento cerebral.

O estudo foi publicado na revista Exercise and Sport Sciences Reviews.

Fonte: UPI, 31 de julho de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: