Publicidade

Notícias de saúde

Mulheres se sentem prejudicadas pelo uso de pornografia de seus parceiros

04 de junho de 2012 (Bibliomed). Mulheres que têm parceiros que assistem pornografia frequentemente têm mais chances de reclamarem de seus relacionamentos amorosos do que aquelas cujos parceiros não têm os mesmos hábitos.

De acordo com um novo estudo, o uso da pornografia pelos homens pode prejudicar a auto estima das mulheres, apesar disso não ser um problema para todos os casais. A pesquisadora Destin Stewart, estagiária da clínica de psicologia da Universidade da Flórida,explica que deciciu analisar o efeito que a pornografia tinha em relacionamentos após conversas com seus pacientes, que disseram estar tendo problemas com essa questão. Stewart conta que para as mulheres, descobrir material pornográfico nos computadores de seus namorados ou maridos as fizeram sentir como se elas não fossem boas o suficiente para eles.

Estudos que entrevistam mulheres, buscando suas opiniões em relação à pornografia, mostram que pessoas diferentes reagem de formas diferentes a essas imagens,tendo desde sentimentos muito negativos até sentimentos positivos. Porém, uma fala comum entre as participantes desses estudos (assim como no de Stewart) era que elas sentiam que eram inferiores às atrizes. Em um estudo realizado em 1999, uma das participantes disse aos pesquisadores "Esses homens olham para essas fotos e dizem 'Olhe pra ela. Ela é linda. Porque você não pode ser assim?'"

No estudo realizado por Stewart, os resultados encontrados mostram que a ligação entre a insatisfação com o relacionamento e o uso de pornografia do parceiro podia ser parcialmente explicado pela baixa auto estima das mulheres, mas a pornografia não pode ser culpada por isso. "Mulheres cujos parceiros assistem muita pornografia podem começar a se sentirem mais inseguras. Ou mulheres que se sente mal consigo mesmas podem procurar ou ficar com caras que amem pornografia com mais frequenncia do que mulheres seguras", explica a pesquisadora.

Quando essas imagens passam a ser um problema para o casal, Stewart aconselha que as mulheres evitem a se comparar com as atrizes e modelos da indústria pornográfica e se comuniquem com seus parceiros. "É simplesmente tentar educar (as pessoas) sobre o que é realista e irreal e tentar fazer com que os casais sejam honestos sobre suas vontades, necessidades e desejo", completa.

Fonte: Live Science, 31 de maio de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: