Publicidade

Notícias de saúde

Doses baixas de aspirina são suficientes para pacientes de ataques cardíacos

27 de março de 2012 (Bibliomed). Um novo estudo desenvolvido nos Estados Unidos indica que dosagens altas e baixas de aspirina ingerida por pacientes de ataques cardíacos proporcionam efeitos semelhantes de proteção contra um segundo infarto ou outros eventos cardiovasculares, como os derrames.

A aspirina é um medicamento recomendado para quase todos os americanos que já sofreram infartos, mas médicos ainda não sabem qual é a melhor dose a ser recomendada. Dosagens mais altas do remédio frequentemente trazem maiores riscos de hemorragias. Assim, a dose deve ser cuidadosamente prescrita, para que o paciente não seja prejudicado.

Para o estudo, mais de 11.000 pacientes de ataque cardíaco em todo o mundo tiveram seus dados analisados. Alguns haviam recebido receitas de doses diárias pequenas (150 ml ou menos) ou de doses altas (mais de 150 ml), juntamente a outros medicamentos.

“Nós não observamos diferença entre os pacientes que tomavam uma dose alta versus uma dose baixa de aspirina em relação à morte cardiovascular, ataque do coração, derrame ou trombose de stent”, declara a pesquisadora Dr. Payal Kohli, do Brigham and Women’s Hospital. “Interessantemente, nós encontramos uma diferença dramática nos padrões de prática de médicos na América do Norte em comparação com os no resto do mundo. Médicos norteamericanos prescreveram uma dosagem alta de aspirina para dois terços dos seus pacientes, enquanto o contrário exato ocorreu no resto do mundo. Médicos internacionais prescreveram uma dosagem baixa de aspirina para mais de dois terços dos seus pacientes”, completa.

Entre as pessoas que consumiam doses altas, as probabilidades de surgimento de riscos cardíacos e de níveis mais altos de colesterol foram maiores, sendo que pacientes com dosagens baixas tinham mais chances de serem brancos e não terem histórico de pressão alta.

Fonte: American College of Cardiology 2012, 24 a 27 de março em Chicago, EUA.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: