Publicidade

Notícias de saúde

Cabeleireiros devem ser treinados para identificar câncer de pele


23 de março de 2012 (Bibliomed). De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2012 são esperados 130 mil novos casos de câncer de pele, o que representam 25% do total previsto para todos os tipos de câncer nesse ano (520 mil casos). Agora, pesquisadores do Departamento de Dermatologia da Keck School of Medicine da Universidade de Sul da Califórnia, nos Estados Unidos, sugerem que os cabeleireiros sejam treinados para poder identificar câncer de pele em seus clientes.

Segundo os pesquisadores, a intenção é que os profissionais da beleza ajudem na identificação precoce da doença. “Não podemos esperar que pacientes com câncer de pele nos procurem apenas quando já for tarde demais”, dizem em comunicado.

Os pesquisadores dizem que os cabeleireiros têm uma relação muito próxima com seus clientes, o que poderia fazer com que eles desempenhassem um papel importante na detecção desse tipo de câncer em estágio inicial.

O principal problema do tratamento de câncer de pele é que eles podem permanecer ocultos por muitos anos, sem diagnóstico, o que diminui drasticamente as chances de sucesso no tratamento. A maioria dos cânceres de pele poderia ser evitada, já que o principal agente causador é a radiação ultra-violeta natural, proveniente do sol, e que pode ser bloqueada com o uso de filtros solares.

O estudo foi publicado na revista especializada Journal of the American Academy of Dermatology.

Fonte: Prontuário de Notícias, 21 de março de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: