Publicidade

Notícias de saúde

Parteiras diminuem riscos para bebês em partos residenciais

14 de fevereiro de 2012 (Bibliomed). Crianças que nascem de partos realizados em residências correm mais riscos do que crianças que nascem em hospitais. Mas esses riscos podem ser contornados com a presença de uma parteira certificada.

Um estudo desenvolvido na Universidade da Califórnia (EUA) mostra que bebês que nascem em casa têm mais chances de sofrerem convulsões neonatais e obterem valores mais baixos na Escala de Apgar, que mede a condição de saúde do recém nascido através de sinais objetivos após o primeiro, quinto e décimo minuto depois do parto. Os sinais medidos são frequência cardíaca, respiração, tônus muscular, irritabilidade reflexa e cor da pele. Se o valor obtido pela criança for baixo, ela precisa de cuidado médico.

O estudo mostra também que quando uma parteira estava presente no momento do parto, as crianças tinham resultados tão positivos quanto às que nasceram em hospitais.

As chances de que problemas ocorram são maiores porque o monitoramento da mãe e do filho não é tão rigoroso, e caso atendimento médico seja necessário, pode ser que ele não chegue a tempo.

Mulheres que escolhem ter seus bebês em casa devem estar bem preparadas. A parteira deve ser escolhida com cuidado, e a família deve conhecer seu treinamento e suas referências. É importante também conhecer os riscos e preparar uma forma rápida de chegar ao hospital caso complicações ocorram.

O estudo foi apresentado no encontro anual da Society for Maternal-Fetal Medicine.

Fonte: Live Science 10 de fevereiro de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: