Publicidade

Notícias de saúde

Primeiros anos escolares podem ser momento crítico para os ganhos de excesso de IMC

20 de janeiro de 2012 (Bibliomed). Um estudo publicado na revista Pediatrics analisou as alterações no IMC, segundo sexo e raça / etnia, em uma coorte nacionalmente representativa de crianças nos Estados Unidos durante seus anos de ensino fundamental e médio, para identificar os períodos críticos de ganhos de excesso de IMC.

Na pesquisa, foram feitas medidas de altura e peso estavam disponíveis para 4.240 brancos, 640 negros e 1.070 crianças hispânicas. No total, quase 40% das crianças no jardim de infância tinham um IMC no quartil mais alto (IMC percentil> 75). Esta proporção aumentou significativamente durante os anos do ensino fundamental, e os maiores ganhos foram entre a primeira e terceira séries (5,8 pontos percentuais), mas não houve aumento durante o ensino médio. O aumento nos percentis de IMC ao longo do tempo foi mais notável ​​entre as crianças hispânicas e negras.

Os dados mostraram que os primeiros anos escolares podem ser um momento crítico para os ganhos de excesso de IMC, mesmo entre as crianças com valores de IMC normal na entrada do jardim de infância.

Fonte: Pediatrics, Volume 128, Number 6, 2011, Pages 1411-1417.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: