Publicidade

Notícias de saúde

Doença de Huntington pode ter origem fora do cérebro

10 de novembro de 2011 (Bibliomed).  A doença de Huntington é uma patologia neurológica hereditária rara que causa movimentos corporais anormais, falta de coordenação motora, além de afetar várias habilidades mentais e alguns aspectos da personalidade. Até então, acreditava-se que era um problema cujo único fator determinante era o cérebro. Contudo, pesquisas recentes mostram que ela pode surgir primeiro em órgãos e tecidos periféricos, além de células não-neuronais, e só depois atingirem o cérebro.

Pesquisa realizada por cientistas da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) reforçou a tese da origem não-cerebral e não-neuronal da doença. A pesquisa demonstrou que a huntingtina, proteína que está associada à doença, pode estar presente em células não nervosas no coração, o que mostra que ela não é específica dos neurônios.

Segundo os pesquisadores, a descoberta leva a novas perspectivas de origem não-cerebral e não-neuronal da doença, o que sugere uma nova linha de investigação voltada para a busca de biomarcadores precoces da patologia, o que pode antecipar o diagnóstico, propor tratamentos mais eficazes e aumentar a sobrevida dos pacientes.

A pesquisa foi apresentada em setembro no Congresso Mundial da Doença de Huntington, realizado na Austrália, e foi publicado em um suplemento especial da revista Clinical Genetics, dedicado exclusivamente ao evento.

Fonte: Diário da Saúde, 08 de novembro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: