Publicidade

Notícias de saúde

Ministério da Saúde lança diretrizes para o controle de doenças cardiovasculares

03 de outubro de 2011 (Bibliomed). No dia 30 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Coração, e médicos utilizam a data para conscientizar a população quanto às diversas condições que podem prejudicar o coração e o bem estar do organismo.

No Brasil, doenças coronárias são a segunda maior causa de mortes, sendo que o infarte tem o maior índice de mortalidade. Esse problema causou a morte de 76.359 brasileiros em 2009. Em 2009, os infartos causaram 6.371 mortes apenas em Minas Gerais.

Devido às estatísticas alarmantes e ao risco que as doenças coronárias oferecem, o Ministério da Saúde lançou em setembro um pacote de medidas que ficará disponível para consula pública até o dia 18 de outubro. O objetivo é que as mortes de infarto no Sistema Único de Saúde (SUS) sejam reduzidas de 15% para 5%. Outras medidas que serão tomadas pelo governo são a melhoria de atendimento nas regiões onde existe uma maior ocorrência de doenças coronárias, criação de novos leitos, oferta gratuita de dois medicamentos, mais verba para a realização de angioplastia primária e a instalação de tele-eletrocardiogramas nas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Mesmo com os esforços do Ministério da Saúde, a prevenção continua sendo a melhor forma de combate contra as doenças do coração. É preciso que ocorram mudanças de hábito dentro da casa do brasileiro, que deve evitar o sedentarismo e tentar se manter ativo ao longo do dia, reduzindo o tempo que passa sentado em frente à televisão ou o computador. Outro ponto importante é a alimentação. A pessoa deve reduzir ao máximo a quantidade de gordura ingerida e controlar o peso. Para os fumantes, a prática de exercícios e uma alimentação balanceada não oferecem os mesmos benefícios. Para lutar contra os males do coração, é absolutamente necessário que a pessoa abandone o tabagismo.

Mesmo para quem segue as diretrizes do Ministério da Saúde, o controle médico é imprescindível. As pessoas não devem esperar pelo surgimento de sintomas para procurar um cardiologista. O ideal é que o profissional seja consultado regularmente.

Fonte: Estado de Minas 25 de setembro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: