Publicidade

Notícias de saúde

Lareiras podem causar intoxicações

26 de agosto de 2011 (Bibliomed).  O uso de lareiras domésticas está cada dia mais comum. Contudo, a prática exige cuidados, uma vez que a fumaça proveniente da queima da lenha, assim como a do carvão de fogões e churrasqueiras, é bastante prejudicial à saúde respiratória.

“A inalação desta fumaça é perigosa, podendo agravar doenças já existentes, como a asma e bronquite crônica, ou, em casos extremos, levar ao aparecimento de novas patologias, como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)”, diz dr. Fernando Lundgren, presidente do Departamento de DPOC da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT).

Segundo o especialista, idosos e portadores de doenças respiratórias crônicas são os grupos que correm maior risco de complicações, além de bebês e crianças. “A fumaça liberada é composta por partículas que obstruem as vias aéreas superiores, fazendo com que o indivíduo tenha dificuldade de respirar, provocando também infecções e inflamações que podem dar inicio a crises de asma e rinite ou pneumonia”, explica Lundgren.

Não há um máximo de tempo considerado seguro para a exposição à fumaça da lareira. Dr. Lundgren lembra que é importante que haja boa exaustão, afastando as partículas nocivas de dentro de casa, garantindo, mesmo com a lareira acesa, um ambiente limpo e ar fresco. A limpeza da chaminé deve ser feita pelo menos uma vez por ano, já que a fumaça pode penetrar nas paredes.

Fonte: Press-release, Acontece Comunicação e Notícias, 25 de agosto de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: