Publicidade

Notícias de saúde

Portadores de HIV Sul-Africanos Pedem Apoio a Ministra

Por Jeremy Lovell

CIDADE DO CABO (Reuters) - Os portadores de HIV na África do Sul fizeram um apelo na terça-feira à ministra da Saúde do país para que reconheça publicamente que o vírus causa a Aids.

"Quando pessoas infectadas pelo HIV, como eu, morrem, queremos a dignidade de saber que há reconhecimento nos altos níveis do governo de que há uma doença no país que está nos matando", disse a repórteres, o ativista Zackie Achmat.

"É importante como um sinal para todas as pessoas neste país que estão sendo confundidas pelo ministro e pelo presidente", disse depois de confrontar a ministra da Saúde e pedir uma resposta inequívoca para o questionamento se HIV causa Aids.

A África tem uma das taxas mais altas de infecção por HIV no mundo e a África do Sul, uma das taxas de incidência mais altas de HIV/Aids no continente, com 10 por cento da população de 43 milhões afetada pela doença.

A ministra da Saúde, Manto Tshabalala-Msimang, e o presidente Thabo Mbeki têm causado polêmica ao se recusar a declarar que o HIV causa Aids, dizendo em vez disso que "pode" causar.

"Sabemos que no passado você dizia que HIV causa Aids, tudo que queremos é que você diga 'sim, causa Aids' ", Achmat disse à ministra nas escadarias do parlamento.

Tshabalala-Msimang se recusou a dizer a frase, em vez disso, respondeu que nunca havia dito que HIV não causa Aids e por isso não via razões para dizer agora que causa.

A ministra da Saúde, com treinamento médico na Rússia e Bélgica, disse que a pandemia de Aids é consequência de uma combinação de fatores, incluindo má nutrição e pobreza assim como comportamento sexual.

"Tudo que estamos procurando é uma resposta compreensível", disse a um grupo de cerca de 30 ativistas e repórteres.

Uma declaração divulgada por um grupo financiado pela Treatment Action Campaign acusou o governo de usar a pobreza como garantia na sua recusa a aceitar o vínculo direto.

"Esta posição inconsciente como campeões da pobreza com políticas que permitem que pessoas pobres morram é inaceitável", diz a declaração.

"A divisão mais triste semeada neste país é entre aqueles que continuam a negar que o HIV causa Aids e aqueles que dão conforto aos que negam a Aids dizendo que 'HIV pode causar Aids"', acrescenta o documento.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: