Publicidade

Notícias de saúde

Tecnologia a favor da saúde

25 de julho de 2011 (Bibliomed).  Mais do que entretenimento, as redes sociais são a nova arma do Ministério da Saúde conta a dengue. O órgão pretende usar o Twitter para identificar focos da doença e ampliar as ações contra o mosquito transmissor, além de tratar os contaminados.

Esse trabalho será feito com a ajuda de um software desenvolvido na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e batizado como “Observatório da Dengue”. Segundo Wagner Meira Júnior, coordenador da pesquisa, as redes podem ser usadas para acompanhar o desenvolvimento da doença. "Com verificações no Twitter, comprovamos que há uma relação direta entre a incidência da doença e o número de vezes que ela é citada nas redes sociais", afirma.

Meira explica que programa é pode diminuir o tempo entra a identificação dos casos e a implementação de medidas preventivas. Hoje, os casos precisam ser confirmados por exames laboratoriais antes de serem comunicados ao Ministério. Essa notificação é feita pelas secretarias municipais de saúde.

O software desenvolvido na UFMG faz parte de um pacote nacional de medidas de combate á dengue, que será lançado oficialmente em agosto. De acordo com os pesquisadores, a ferramenta pode diminuir os casos de dengue.

O “Observatório da Dengue” foi inspirado em um programa similar que foi utilizado para identificar surtos de gripes nos Estados Unidos. A UFMG estuda ainda a viabilidade de um observatório também no Facebook.

Fonte: Prontuário de Notícias, 20 de julho de 2011.

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: