Publicidade

Notícias de saúde

Fofocas promovem o altruísmo

15 de julho de 2011 (Bibliomed). O hábito de fofocar pode ser cruel e causar diversos problemas na vida de uma pessoa, mas pesquisadores holandeses encontraram um aspecto positivo da prática.

Cientistas da Universidade de Amsterdã desenvolveram um estudo que mostra que a ameaça da fofoca pode fazer com que as pessoas se comportem de forma menos egoísta.

Em um experimento, os cientistas levaram pessoas até um laboratório e disseram que elas iriam interagir umas com as outras primeiro através de computadores e depois face–a-face. Os cientistas disseram a todos os participantes que eles tinham sido selecionados para dividirem 100 tickets para um prêmio de loteria entre todas as pessoas do grupo. Eles tinham a opção de distribuírem os tickets como quisessem – guardando uma grande quantidade para si, ou dividindo de forma equilibrada.

Em 50% das vezes, os cientistas diziam que a escolha não seria divulgada para os outros participantes, e nos outras 50% os pesquisadores disseram que o grupo saberia como a distribuição tinha sido feita.

Os resultados do experimento mostraram que em todas as ocasiões houve certo nível de egoísmo nas atitudes das pessoas, e a maioria guardou uma quantidade maior de tickets para si mesmo. Mas quando os participantes pensavam que suas atitudes seriam conhecidas pelas pessoas do grupo, eles agiam de forma mais altruísta, por haver a chance de suas atitudes serem assunto de fofoca.

A pesquisa foi publicada em Social Psychological and Personality Science.

Fonte: UPI 13 de julho de 2011

 

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: