Publicidade

Notícias de saúde

Detectada Alteração Genética Ligada a Déficit de Atenção

NOVA YORK (Reuters Health) - Pesquisadores descobriram uma alteração genética que pode contribuir para o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH).

Os cientistas destacam que os níveis de risco associados à nova alteração, no gene receptor de dopamina DRD4, são similares àqueles relacionados a uma variante do DRD4 anteriormente identificada.

A descoberta de diferenças genéticas menores -- chamadas polimorfismos -- em famílias com TDAH reforça o argumento de um componente hereditário da doença, de acordo com James T. McCracken e sua equipe, da Escola de Medicina da Universidade de Califórnia, em Los Angeles, Califórnia.

Os pesquisadores analisaram esses polimorfismos no DRD4 em 197 famílias, uma vez que o gene codifica uma proteína que é abundante em áreas do cérebro que contribuem para o funcionamento da memória e da atenção.

McCracken e sua equipe descobriram duas variantes do DRD4, uma das quais carregava duas cópias de uma porção que incluía 120 elementos de código genético.

Esse polimorfismo tendia a estar mais presente em crianças com TDAH do que em outras pessoas e era especialmente predominante em crianças com um subtipo desatento de TDAH. A presença da variante do gene DRD4 correspondia a um risco 40 por cento maior de TDAH provável ou definitivo e um risco 80 por cento maior do subtipo desatento do transtorno, de acordo com o estudo publicado na edição de setembro do Molecular Psychiatry.

Os pesquisadores concluem que essas pequenas contribuições ao risco de TDAH de diferentes variações genéticas dão suporte à noção corrente de que o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade resulta de uma combinação de fatores, e não a uma única mutação genética.

"A interação (deste) polimorfismo com outras variantes genéticas no locus do DRD4 e com genes relacionados a neurotransmissores é desconhecida, mas merece investigação", afirmaram McCracken e sua equipe.

"Por último, (este) polimorfismo poderia ser testado como um indicador de prognóstico de resposta de tratamento no TDAH e talvez em outros distúrbios", concluíram os pesquisadores.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: