Publicidade

Notícias de saúde

Descobertos indícios genéticos para a esquizofrenia

12 de julho de 2011 (Bibliomed). É mais comum encontrar mutações genéticas em pacientes com esquizofrenia do que em pessoas que não sofrem com a doença. Contudo, essas mutações não estão presentes nos pais dos pacientes. Essa descoberta foi feita pelos pesquisadores da Universidade de Montreal e do CHU Hospital Sainte-Justine, no Canadá.

Publicado na revista especializada Nature Genetics, o estudo pode permitir aos pesquisadores definirem como a doença resulta dessas mutações e desenvolverem novos tratamentos para ela. "A ocorrência de mutações, como foi observado neste estudo, pode em parte explicar a alta incidência de esquizofrenia em todo o mundo", diz Dr. Rouleau, Diretor do Centro de Pesquisa CHU Sainte-Justine e pesquisador da Universidade de Montreal.

"Justamente porque as mutações estão localizadas em muitos genes diferentes, agora podemos começar a estabelecer redes genéticas que definem como estas mutações genéticas predispor à esquizofrenia", acrescenta Simon Girard, um dos pesquisadores da equipe de Rouleau.

Girard explica que a maioria dos genes identificados pela pesquisa não tinham sido relacionados à esquizofrenia até então. Com essa descoberta, esses genes tornaram-se novos potenciais alvos terapêuticos.

Fonte: EurekAlert!, 11 de julho de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: