Publicidade

Notícias de saúde

Aumento no Uso de Anticoncepcional Pode Reduzir Aborto

Por Charnicia E. Huggins

NOVA YORK (Reuters Health) - Mesmo um pequeno aumento no uso de anticoncepcionais pode diminuir as taxas de aborto, conforme resultados de um estudo. Pode parecer óbvio, mas é a falta de uso e o uso incorreto de contraceptivos que têm causado uma alta taxa de aborto, disse à Reuters Health o autor da pesquisa e vice-presidente do Population Council, Johen Bongaarts.

Cerca de 133 milhões de nascimentos ocorrem anualmente em todo o mundo e estima-se que 23 por cento (33 milhões) sejam indesejados, relataram os pesquisadores na edição de setembro da publicação Studies in Family Planning.

Além de 46 milhões de gestações que acabam em aborto induzido, há quase 80 milhões de gestações indesejadas a cada ano. Para Bongaarts, "além dos números serem espantosos", podem ser reduzidos com o aumento do uso de contraceptivos.

"Que quantidade de anticoncepcional precisaria ser usada para eliminar todos os abortos?", perguntaram Bongaarts e Charles F. Westoff, da Universidade de Princeton, um dos co-autores do estudo.

Para responder à questão, os pesquisadores criaram um modelo matemático que prevê o número de abortos necessários -- na ausência da contracepção -- para as mulheres terem apenas dois filhos durante um período reprodutivo de 20 anos.

Bongaarts observou que uma pessoa que começa a atividade sexual aos 20 anos de idade poderia ter duas gestações bem-sucedidas em um período de cinco anos e ainda permanecer sexualmente ativa.

O especialista explicou que para evitar um terceiro nascimento, a mulher precisaria fazer cerca de um aborto a cada um ano e meio.

"Neste exemplo, sem o uso de contraceptivos, 12 abortos são necessários para restringir a fertilidade a dois nascimentos por mulher", escreveram os autores.

Simulações em computador previram que mesmo um aumento modesto de 10 por cento no uso de contraceptivos pode evitar 1,6 aborto induzido por mulher, afirmaram os autores.

"Na realidade, qualquer aumento na prevalência de anticoncepcionais evita, não apenas abortos, mas também nascimentos indesejados", escreveram Bongaarts e Westoff.

"A forma mais direta de reduzir as taxas de aborto é prevenir as gestações indesejadas com o aumento da prática de contracepção efetiva", concluíram os autores.

Efetivo é a palavra-chave. "Muito cuidado no uso de anticoncepcionais. Siga as instruções das bulas e não arrisque", aconselhou Bongaarts.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: