Publicidade

Notícias de saúde

Fumantes acreditam em cigarros mais leves

13 de abril de 2011 (Bibliomed). Alguns fumantes acreditam que as versões que contenham na capa a inscrição leve são menos prejudiciais à saúde que os convencionais. Segundo estudo publicado na revista Addiction de abril, cerca de um quinto dos fumantes acredita que algumas marcas de cigarros são menos nocivas que outras. O maior número de pessoas que acreditam nessa teoria está nos Estados Unidos.

A pesquisa foi realizada com oito mil fumantes na Austrália, Canadá, Reino Unido e os EUA, e mostra que muitos se baseiam na cor da embalagem para determinar o quão nocivos são os cigarros. Embalagens prata, dourada e branca suscitam a idéia de que são menos prejudiciais à saúde do que as embalagens pretas ou vermelhas.

Algumas marcas de cigarro traziam em suas embalagens os dizeres “suave”, “light” e “baixo teor de alcatrão”, prática que já proibida em alguns países, já que é considerada “enganadora”. Diante à proibição, algumas marcas trocaram os dizeres “light” por “Gold”, passando a idéia de serem mais leves.

O estudo mostrou também que existem outras falsas crenças, como as de que cigarros finos são menos nocivos, os cigarros com sabor são mais arriscados do que os tradicionais, filtros podem reduzir o risco, e a nicotina é responsável pela maioria dos cânceres causados pelo cigarro.

"Os resultados destacam o potencial enganador das marcas de cigarros destinadas principalmente aos jovens. Os resultados também suportam os benefícios potenciais da regulamentação embalagem simples que irá em breve entrar em vigor na Austrália, em que todos os cigarros serão vendidos em pacotes com a mesma cor lisa, sem gráficos ou logotipos”, diz David Hammond, um dos autores da pesquisa.

Fonte: EurekAlert, 12de abril de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: