Publicidade

Notícias de saúde

Cientistas brasileiros restauram fertilidade de óvulos

29 de março de 2011 (Bibliomed). Uma ferramenta biotecnológica para recuperar o desenvolvimento de óvulos de mulheres inférteis é a nova esperança para casais que desejam ter filhos, mas não conseguem. A eficácia da ferramenta foi comprovada por um estudo de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e foi capa edição de fevereiro da revista Reproductive Biomedicine.

Segundo Marcos Chiaratti, um dos autores da pesquisa, o trabalho ressalta a enorme capacidade da técnica para restaurar o desenvolvimento embrionário de óvulos inférteis sem consequências para o recém-nascido. O estudo foi realizado com óvulos bovinos, mas promete resultados positivos em humanos, como explica o cientista: “a grande similaridade do período de desenvolvimento embrionário e fetal dos bovinos e humanos indica que a técnica poderá ser importante também no contexto humano. O estudo abre as portas para estudos pré-clínicos visando à futura aplicação dessa ferramenta em humanos".

Com o passar do tempo a fertilidade dos óvulos fica comprometida, o que dificulta a gravidez. Segundo os pesquisadores, esse quadro de infertilidade poderá ser revertido com o tratamento. A técnica consiste na transferência de pequenas porções de citoplasma provenientes de óvulos de mulheres mais jovens para óvulos de mulheres inférteis.

A técnica de transferência de citoplasma começou a ser utilizada em clinicas de reprodução assistida norte-americanas no final da década de 1990, resultando no nascimento de pelo menos16 crianças. Contudo, embora tenha se mostrado muito promissora, foi proibida pela Food and Drug Administration (FDA), agência do governo dos Estados Unidos.

Chiaratti explica que a técnica foi utilizada sem antes serem realizados estudos aprofundados em humanos. “Embora fosse um recurso promissor, não havia informação suficiente sobre ela, que acabou sendo proibida. Não se tinha garantias de que o uso da técnica pudesse perpetuar alguma patologia hereditária de uma mãe que tem um quadro de infertilidade", diz.

Flávio Meirelles, parceiro de Chiaratti na pesquisa, diz que o sucesso em óvulos bovinos abre a perspectiva para que finalmente possam ser feitos estudos pré-clínicos, possibilitando a aplicação no futuro. “O desenvolvimento de técnicas que ajudem a recuperar o desenvolvimento embrionário se torna cada vez mais importante à medida que as mulheres estão engravidando cada vez mais tarde”, finaliza Meirelles.

Fonte: Diário da Saúde, 28 de março de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: