Publicidade

Notícias de saúde

Cessação espontânea do fumo pode indicar câncer de pulmão

02 de março de 2011 (Bibliomed). Parar de fumar espontaneamente pode ser sinal de câncer de pulmão. É o que especulam pesquisadores em um artigo publicado na edição de março do Journal of Thoracic Oncology (JTO), o publicação mensal oficial da Associação Internacional para o Estudo do Câncer de Pulmão (IASLC). Segundo o estudo, fumantes de longa data que abandonaram o vicio sozinhos e com pouca dificuldade, pouco tempo depois foram diagnosticados com câncer de pulmão.

Analisando 115 pacientes diagnosticados com tumores no pulmão, os pesquisadores descobriram que 48% deles, ou seja, 55 pacientes, haviam parado de fumar antes de descobrirem a doença. O mais interessante é que, apesar do alto índice de dependência da nicotina, 31% dos pacientes relataram ter abandonado o vicio com pouca dificuldade.

Segundo a Dra. Barbara Campling, professora do Departamento de Oncologia da Universidade Thomas Jefferson, na Filadélfia, há muito tempo observa-se que os pacientes têm largado o cigarro antes de o câncer ser diagnosticado. Contudo, esses dados eram rejeitados porque se acreditava que esses pacientes haviam cessado por causa dos sintomas. “Descobrimos que a maioria dos pacientes com câncer de pulmão que pararam de fumar antes do diagnóstico fizeram isso antes do início dos sintomas”.

De acordo em Campling, como muitas vezes os pacientes largavam o cigarro sem dificuldade, apesar de várias tentativas sem sucesso anterior. “Isto levou-nos a especular que, em alguns casos, parar de fumar espontaneamente pode ser um sintoma precoce do câncer de pulmão", afirma ela.

Fonte:  Journal of Thoracic Oncology, março de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: