Publicidade

Notícias de saúde

Problemas de memória são associados ao risco de derrame

18 de fevereiro de 2011 (Bibliomed). Pessoas com problemas de memória e outros relacionados ao declínio de suas faculdades mentais estão mais propensas a sofrer ataque vascular cerebral (AVC) ou derrame. É o que aponta um estudo realizado na Universidade do Alabama que será apresentado na Reunião Anual da Academia Americana de Neurologia, em Honolulu, no Havaí.

Foram aplicados testes de fluência verbal a 14.842 pessoas, mensurando as funções executivas do cérebro, e testes de memorização de palavras a 17.851 voluntários. Os participantes tinham idade superior a 45 anos, sendo a idade média 67.

Duas vezes por ano, ao longo de quatro anos e meio, os pesquisadores acompanharam a vida dessas pessoas para saber se tinham sofrido um AVC. Em casos positivos, os derrames foram confirmados por meio de registros médicos.

Ao longo do estudo, 23 participantes que haviam feito o teste de fluência verbal e 129 participantes que haviam feito o teste de memória sofreram um acidente vascular cerebral. Os 20% que obtiveram os piores resultados no teste de fluência verbal apresentaram 3,6 vezes mais probabilidade de apresentar um acidente vascular cerebral do que aqueles que marcaram mais pontos. O mesmo aconteceu com os participantes do teste de memória, onde as chances de sofrer um AVC foram 3,5 vezes maiores entre os 20% com pior desempenho.

"Este estudo faz com que tenhamos uma ideia melhor de quem está sob risco elevado de acidente vascular cerebral, incluindo dois testes simples quando estamos fazendo a avaliação das pessoas que já têm algum risco de sofrer derrames," afirma o Dr. Abraham J. Letter, autor da pesquisa.

Fonte: Site da Universidade do Alabama, 16 de fevereiro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: