Publicidade

Notícias de saúde

Anúncio de TV Mostra Relação Entre Leite e Câncer de Próstata

Por Suzanne Rostler

NOVA YORK (Reuters Health) - Quando o assunto é câncer de próstata, o leite é considerado um palavrão, conforme um grupo de médicos.

O Physicians Committee for Responsible Medicine (PCRM, comitê clínico para responsabilidade médica), com sede em Washington, D.C., que defende a medicina preventiva, havia previsto o lançamento na terça-feira de uma campanha de TV que chama atenção para a ligação entre produtos derivados de leite e câncer de próstata, descaracterizando os produtos lácteos como um grupo de alimentos necessários.

"Não precisamos de leite e derivados para uma saúde apropriada. Isso é propaganda", disse Joel Fuhrman, integrante do PCRM, à Reuters Health. Para ele, as pessoas podem obter a quantidade adequada de cálcio com o aumento do consumo de alimentos, como laranjas, brócolis, feijão e sementes.

Os anúncios vão apresentar Fuhrman descrevendo um estudo de Harvard, que mostrou um aumento no risco de câncer de próstata entre homens que consumiram 2,5 porções diárias de derivados de leite.

Os pesquisadores do estudo informaram que os resultados são preliminares e é muito cedo para recomendar mudanças na dieta. O cálcio, principal nutriente do leite e derivados, é um mineral relacionado à proteção contra a osteoporose (doença caracterizada pelo enfraquecimento dos ossos) e à redução do risco de pressão arterial alta.

Os pesquisadores de Harvard trabalharam no Estudo de Saúde Clínica, que envolveu 20.885 homens observados por 11 anos, e verificaram que o alto consumo de derivados de leite aumentou o risco do câncer de próstata em cerca de 1,3, ou 30 por cento. Pela comparação, o fumo aumentou o risco de a pessoa ter câncer de pulmão de 15 para 30 vezes.

"O objetivo do PCRM é conseguir que as pessoas parem de comer produtos animais e esta é a estratégia que usam", disse Susan Ruland, porta-voz do Conselho Nacional de Processadores de Leite, entidade organizadora da popular campanha do bigode de leite.

"É muito cedo para tirar qualquer tipo de conclusão sobre a ligação entre derivados de leite e o câncer de próstata", disse Ruland.

Fuhrman observou que os derivados de leite têm sido relacionados ao aumento do fator de crescimento tipo insulina (IGF-1) no sangue, uma proteína associada ao aumento do risco de câncer.

Os derivados de leite também são ricos em gordura saturada, responsável pelo aumento do risco de muitos tipos de câncer, e em caseína, proteína que tem sido associada à formação de tumores em animais, disse Fuhrman.

A campanha de televisão da PCRM é o último capítulo de uma história que envolve o leite, o prefeito de Nova York, Ruddolph Giuliani, e a entidade People for the Ethical Treatment of Animals (Peta).

No mês passado, a Peta financiou quadros do prefeito de Nova York com bigodes de leite, cujo slogan era: "Got prostate cancer?" (algo similar a pegou câncer de próstata).

Os quadros, um trocadilho com o "bigode de leite" e a campanha "Got milk" (tomou leite) tiveram como objetivo mostrar a possível ligação entre os produtos lácteos e o câncer de próstata.

A maioria dos quadros foi removida após Giuliani, que anunciou em abril sofrer de câncer de próstata, ter dito que estava pensando processar o grupo por usar sua imagem sem permissão.

Conforme a Sociedade Americana do Câncer (ACS), o tumor de próstata é o tipo de câncer mais comum -- com exceção do de pele (não o melanoma) -- em homens norte-americanos, e a segunda maior causa de morte por câncer entre homens.

Segundo a ACS, os maiores fatores de risco são idade, raça e dieta. A chance de desenvolver câncer de próstata aumenta rapidamente depois dos 50 anos e 80 por cento de todos os casos desse tipo de tumor são diagnosticados em homens com mais de 65 anos. O câncer de próstata é cerca de duas vezes mais comum entre afro-americanos que entre brancos. E homens que comem muita gordura parecem ter um risco maior.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: