Publicidade

Notícias de saúde

Israel reconhece que a "Febre do Nilo" é uma epidemia

JERUSALÉM, 13 set (AFP) - Israel reconheceu esta quarta-feira que a "febre do Nilo", transmitida por mosquitos, está adquirindo uma amplitude de epidemia, depois da morte de sete pessoas desde o início de agosto.

"Entre foco e epidemia não há, de fato, qualquer diferença, salvo semântica", declarou à AFP o dr. Alex Leventhal, do ministério da Saúde.

Nas últimas semanas foram diagnosticados em Israel 97 casos da doença, segundo informe do ministério publicado hoje.

As crianças menores de cinco anos, os idosos e as pessoas com problemas do sistema imunológico, em particular os portadores de Aids, são especialmente vulneráveis a este virus, que tem sintomas de gripe e, nos casos mais graves, de meningite.

Agence France-Presse

COPYRIGHT 2000 Agence France-Presse. All rights reserved.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: