Publicidade

Notícias de saúde

Leis antitabaco protegem crianças contra o fumo passivo, indica estudo

07 de junho de 2010 (Bibliomed).  A proibição do cigarro em locais públicos já apresenta benefícios para a saúde de crianças e jovens que sofriam com o tabagismo passivo. Um estudo nacional recentemente realizado pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, indica que crianças e adolescentes que vivem em cidades onde não se pode fumar em locais públicos apresentam níveis muito menores de cotinina no sangue - subproduto da nicotina e reconhecido indicador de fumo passivo.

Analisando os níveis desse marcador no sangue de mais de 11 mil crianças e jovens com idades entre três e 19 anos de 117 cidades americanas, os pesquisadores descobriram que os participantes que viviam em cidades onde havia o banimento do cigarro no ambiente de trabalho, faculdades e lojas tinham 39% menor ocorrência de cotinina no sangue, comparadas àquelas que estavam sendo expostas à fumaça do cigarro. Entretanto aqueles que conviviam com um fumante em casa não apresentaram benefícios com as novas leis antitabaco.

“As leis têm se destacado em reduzir a exposição ao tabagismo passivo entre adultos. Nossos resultados mostram uma associação similar em crianças e adolescentes que não vivem com um fumante em casa”, comemorou o pesquisador Gregory Connolly, destacando a necessidade de mais iniciativas para reduzir o impacto do cigarro na saúde de crianças e jovens.

Fonte: Pediatrics. 07 de junho de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: