Publicidade

Notícias de saúde

Dia Mundial sem Tabaco - Meninas fumam mais do que os meninos, diz estudo

31 de maio de 2010 (Bibliomed).  Em ocasião ao Dia Mundial sem Tabaco - comemorado neste dia 31 de maio -, cujo tema é “Tabaco e Mulher”, a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) alerta que 17,1 milhões de brasileiras ainda fumam, apesar da queda expressiva desses números nos últimos anos, e que as meninas fumam mais do que os meninos. Uma pesquisa realizada pela SBC com 2.829 alunos dos Ensinos Fundamental e Médio de escolas públicas de São Paulo revelou que 10% dos alunos fumam, sendo 61% meninas e 39% meninos.

A coordenadora da pesquisa, Silvia Cury, lembra que, mundialmente, o uso do cigarro entre as meninas tem aumentado, e a indústria tabagista vem comercializando produtos “light” e com “baixos teores de alcatrão e nicotina”, com forte apelo entre as mulheres. “Os riscos destes produtos são os mesmos”, afirma a especialista, preocupada com os resultados do estudo. Os dados mostram, por exemplo, que 11% delas fumam a menos de um ano; 59% entre um e três anos; e 28% entre quatro e seis anos.

De acordo com o diretor de Promoção à Saúde Cardiovascular da SBC, Dikran Armaganijan, a mulher foi escolhida para ser o foco da campanha por dois motivos: por ela ser influente na decisão do marido ou companheiro em largar o cigarro e por ela própria quando é a fumante. “É preciso alertar sobre os danos causados no organismo feminino pelo tabaco, que, muitas vezes, está associado à pílula anticoncepcional e pode causar infarto e derrames precocemente”, alerta o especialista. 

Benefícios ao parar de fumar

- Após 20 minutos, a pressão arterial e a frequência cardíaca voltam ao normal;
- Após oito horas, o nível de monóxido de carbono no sangue normaliza;
- Após 24 horas, diminui o risco de ataque cardíaco;
- Após 48 horas, o olfato e o paladar melhoram;
- Após 72 horas, a capacidade pulmonar aumenta em até 30%;
- Após duas semanas, a circulação sanguínea aumenta, e caminhar torna-se mais fácil;
- De um a nove meses após parar de fumar, há um aumento da capacidade física e energia corporal;
- Após cinco a 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao de uma pessoa que nunca fumou.

Fonte: Doc Press. Press release. 27 de maio de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: