Publicidade

Notícias de saúde

Diabéticos têm menor risco de desenvolverem câncer de próstata, aponta estudo

26 de maio de 2010 (Bibliomed). Um estudo realizado por cientistas alemães, suecos e americanos descobriu uma menor taxa de câncer de próstata entre homens diabéticos. Avaliando a incidência do câncer entre mais de 125 mil homens suecos hospitalizados por causa de complicações do diabetes tipo 2, os pesquisadores notaram que, apesar desses pacientes terem maior risco para diversos tipos câncer, principalmente tumores no pâncreas e no fígado, a ocorrência de câncer de próstata seria menor do que a incidência da doença na população geral sueca.

De acordo com o pesquisador Kari Hemminki, da Associação Helmholtz de Centros de Pesquisas Alemães, o estudo não mostra as razões dessa menor incidência de câncer de próstata entre os diabéticos, por isso os especialistas podem apenas especular sobre suas causas. “Possivelmente, um menor nível de hormônios sexuais masculinos nos diabéticos pode estar entre os fatores que são responsáveis por isso”, ressaltou o líder do estudo em artigo publicado na revista especializada The Oncologist.

O estudo avaliou, ainda, se o fato de os pacientes terem sido hospitalizados com diabetes podem representar maiores taxas de câncer, visto que os tumores poderiam ser encontrados mais precocemente por causa dos exames de rotina. E os resultados indicaram que, independentemente da internação, os diabéticos, além de apresentarem taxas bem maiores de câncer pancreático e hepático, tinham duas vezes maiores riscos de desenvolverem câncer renal, da tireoide, do esôfago, do intestino delgado e do sistema nervoso, mas apresentavam menor incidência do câncer de próstata.

“Esse estudo, cobrindo aproximadamente metade dos pacientes suecos com diabetes tipo 2, mostrou um elevado risco para diversos cânceres após a hospitalização, provavelmente indicando as profundas perturbações metabólicas da doença subjacente”, ressaltaram os autores. “Entretanto, o menor risco para câncer de próstata permanece intrigante”, concluíram, destacando a necessidade de mais estudos sobre o assunto.

Fonte: The Oncologist. 17 de maio de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: