Publicidade

Notícias de saúde

Redução de estômago tem o melhor custo-benefício no tratamento da obesidade mórbida

20 de maio de 2010 (Bibliomed). A redução de estômago pela cirurgia bariátrica é a forma mais barata e mais eficaz de tratar a obesidade mórbida, segundo estudo canadense apresentado esta semana no Encontro da International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research, nos Estados Unidos. De acordo com os pesquisadores, essa intervenção oferece, para as pessoas excessivamente obesas, benefícios em termos de custos por ano de vida e em qualidade de vida.

Avaliando um banco de dados do Ministério da Saúde da província de Ontário, no Canadá - incluindo redução de índice de massa corporal, complicações e mortalidade pós-operatória, custos do controle da obesidade, e qualidade de vida relacionada a saúde -, os pesquisadores da Universidade McMaster descobriram que a técnica do desvio gástrico (ou gastroplastia com derivação intestinal) dominava a da banda gástrica ajustável por laparoscopia, e que nenhum tratamento era mais barato ou mais eficaz do que essa redução de estômago em termos de anos de vida e qualidade ajustada aos anos de vida.

“A avaliação mostrou que o bypass gástrico é a estratégia mais barata e mais eficaz para indivíduos obesos mórbidos em termos de custos por anos de vida e custos por qualidade de vida ajustada a esses anos”, explicaram os pesquisadores em publicação do Congresso.

De acordo com os especialistas, o modelo utilizado para a avaliação se mostrou “robusto”, visto que realizou análises sensíveis considerando parâmetros como custos de tratamento, probabilidade de complicações e estimativa de utilidade das técnicas de tratamento da obesidade - o que dá mais força aos resultados encontrados. “A obesidade é uma epidemia global, e as comorbidades associadas a ela apresentam riscos à saúde, além de colocar encargos financeiros sobre o sistema de saúde. A cirurgia bariátrica tem se destacado na redução de peso, na melhora da qualidade de vida e na redução da morbidade de pessoas excessivamente obesas”, concluíram os autores.

Fonte: 15th Annual International Meeting of the International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research. The Ispor Outcomes Research Digest. ID: 24281.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: