Publicidade

Notícias de saúde

Cientistas Negam que Vacina Contra Pólio Passou HIV a Humanos

Por Patricia Reaney

LONDRES (Reuters) - Especialistas em Aids rejeitaram na segunda-feira a teoria sobre a origem do HIV que sugere que a doença foi transmitida a humanos através de uma vacina contra pólio contaminada usada na África nos final dos anos 50.

Em uma conferência sobre as origens da Aids, eles apresentaram evidências rejeitando as afirmativas do jornalista Edward Hooper, no livro "The River" (o rio, de que cientistas inadvertidamente desencadearam a epidemia da Aids.

Hooper afirmou que a vacina contra pólio, desenvolvida pelo professor Hilary Koprowski, da Universidade Thomas Jefferson, na Filadélfia, e testada na Europa e no Congo, utilizou culturas de células renais de chimpanzés que poderiam estar infectadas com um vírus de macacos e o transmitiu a seres humanos.

Koprowski e Stanley Plotkin, da Universidade da Pensilvânia, que trabalhou com o professor na África há 40 anos, negaram a utilização de rins de chimpanzés e apresentaram evidências de outros cientistas que lhes davam apoio.

"A vacina oral contra pólio, que salvou milhões de vidas, não tem relação alguma com a disseminação da Aids", disse Koprowski.

Plotkin afirmou que a disseminação do HIV teve início nos anos 30, muito antes do programa de vacinação no Congo, e os primeiros casos da doença não foram associados à vacinação.

"Hooper cometeu erros significativos ao relatar onde a vacinação foi feita e, no geral, a epidemiologia da Aids é consistente com a transmissão sexual, mas não bate com a hipótese da pólio", disse Plotkin.

Testes recentes realizados em três laboratórios com amostras da vacina contra pólio da era de 1950 não detectaram evidências de HIV ou vírus de macacos ou qualquer DNA indicando de que células de chimpanzé foram usadas para preparar a vacina.

"Todas as amostras tiveram resultado negativo para HIV", explicou Claudio Basilico, da Escola de Medicina da Universidade de Nova York, em Nova York, e do Instituto Wistar, na Filadélfia.

O vírus da imunodeficiência adquirida (HIV) ataca o sistema imunológico da pessoa e leva ao desenvolvimento da Aids, ou síndrome da imunodeficiência adquirida.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: