Publicidade

Notícias de saúde

Caminhada ajuda a melhorar saúde e bem estar da mulher na menopausa, diz estudo

14 de abril de 2010 (Bibliomed). Uma caminhada de 45 minutos algumas vezes por semana pode ajudar as mulheres na menopausa a controlar o peso, e oferecer a elas maior bem estar físico e mental, segundo estudo canadense publicado este mês na revista Menopause. E, de acordo com os autores, esses 45 minutos podem, ainda, serem divididos em “passeios” mais curtos sem prejuízo dos efeitos benéficos, o que torna esse exercício muito fácil de ser incorporado à vida das mulheres.

Para avaliar se um programa de 16 semanas de caminhada poderia ajudar mulheres entre a meia idade e a terceira idade, sedentárias e acima do peso a emagrecer, aumentar a massa magra e melhorar sua qualidade de vida associada à saúde, os pesquisadores da Universidade de Laval incluíram, no estudo, 16 mulheres na pré-menopausa e 14 na pós-menopausa. Guiadas por treinadores, as participantes passaram a caminhar 45 minutos na esteira em dias alternados em intensidade moderada.

Após 16 semanas de treinamento, ambos os grupos apresentaram benefícios no bem estar e na qualidade de vida relacionada à saúde, apresentando melhores resultados em fatores como dor no corpo, saúde geral, vitalidade, função física e social, e saúde mental e emocional. Além disso, o programa foi associado ao emagrecimento nos dois grupos: as mulheres na pré-menopausa perderam mais gordura e peso - 2kg, contra 680g das mulheres na pós-menopausa; e aquelas na pós-menopausa perderam mais medidas, principalmente na cintura, e ganharam mais massa muscular.

De acordo com os pesquisadores, este foi o primeiro estudo a testar o impacto da caminhada em vários escores da função física e mental em mulheres na menopausa. Entretanto, a pequena amostra avaliada e a falta de um grupo controle exigem que mais estudos sejam feitos para confirmação dos resultados. Ainda assim, os resultados sugerem que “exercícios de intensidade e frequência moderadas facilmente integrados aos hábitos de vida parecem ser suficientes para melhorar a qualidade de vida relacionada à saúde em mulheres pré-menopausa e no início da pós-menopausa”.

Fonte: Menopause. Abril de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: