Publicidade

Notícias de saúde

Manutenção do ar condicionado e vacinação são essenciais para prevenção da pneumonia

19 de janeiro de 2010 (Bibliomed). Com o verão e temperaturas cada vez mais altas, ocorre um aumento do uso de ar condicionado, equipamentos que, quando não higienizados corretamente, e sem a manutenção adequada, são importantes abrigos de germes como a Legionella, que pode provocar pneumonia. Além das bactérias presentes nesses aparelhos, outros frequentes causadores de pneumonias são o pneumococo Haemophilus influenzae, mais comum em fumantes e portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica; a Klebsiella; e enterobactérias, presentes nos intestinos.

O grande responsável pelas pneumonias mais graves, segundo especialistas, bem como pela recente pandemia da gripe A (H1N1), é o vírus Influenza. De acordo com o pneumologista Mauro Gomes, da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia, não existe uma forma totalmente eficaz de se prevenir a pneumonia. Manter bons hábitos como alimentação saudável, atividade física e repouso adequado são fundamentais para um bom equilíbrio do sistema imunológico e contribuem com a prevenção de quaisquer doenças.

“A maneira mais adequada para prevenção contra o risco de morte por pneumonia é a vacinação anual contra a gripe, uma vez que uma doença está relacionada à outra. Em idosos, a vacinação reduz cerca 50% a mortalidade por doenças respiratórias quando comparados aos não vacinados. Em portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica – bronquite e enfisema pulmonar – a redução chega a 70%”, afirma o especialista.

Conhecendo a pneumonia

As pneumonias são infecções que têm origem em bactérias ou vírus que penetram no interior dos pulmões devido a uma falha no sistema de defesa do sistema respiratório. Os casos de transmissão de uma pessoa para outra são raros, diferentemente da gripe. Ocupando o ranking de maior causa de internações no Brasil, com aproximadamente 900 mil por ano, a pneumonia está em quarto lugar em relação aos óbitos em todo o território nacional.

Além dos grupos de idades extremas – idoso e crianças –, os portadores de doenças que comprometem o sistema imunológico, como câncer, aids, lúpus, insuficiência renal ou diabetes, além dos fumantes, também estão mais expostos ao risco de adquirir a pneumonia.

O diagnóstico pode ser confirmado, na maioria dos casos, por meio de radiografia do tórax. E o tratamento emprega o uso de antibióticos específicos, de acordo com o tipo de germe. A terapêutica pode ser domiciliar, com medicações via oral, ou por internação hospitalar, definida de acordo com a gravidade da doença. “Existe uma vacina específica contra o pneumococo, de eficácia limitada, e que deve ser administrada somente às pessoas com alto risco de adoecimento por essa bactéria. Ela é direcionada aos idosos, diabéticos, usuários de álcool, portadores de doença renal, pulmonar ou doença cardíaca crônica, entre outros”, comenta o pneumologista.

Fonte: Acontece Comunicação e Notícias/SPPT. Press release recebido em 18 de janeiro de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: