Publicidade

Notícias de saúde

Dieta vegetariana pode necessitar de suplementação vitamínica, alerta especialista

03 de dezembro de 2009 (Bibliomed). O vegetarianismo tem se tornado cada vez mais popular no país – o que é demonstrado pelo aumento da variedade de restaurantes com alimentação sem ingredientes de origem animal, fazendo com que o vegetarianismo seja mais viável para pessoas de qualquer idade. No entanto, de acordo com especialistas em nutrologia, estabelecer uma alimentação balanceada é fundamental para os adeptos dessa dieta, que podem ter a necessidade de suplementação vitamínica.

Segundo a médica nutróloga Vivian Suen, da Associação Brasileira de Nutrologia, devido à não-ingestão de carnes vermelhas, fonte de gordura saturada, a dieta vegetariana pode contribuir para o melhor controle do colesterol e, assim, auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares. "A pessoa que segue a dieta também acaba ingerindo mais fibras, vitaminas, minerais e menos gorduras ruins", completa a especialista.

Ela alerta, porém, que uma dieta vegetariana descuidada pode levar à deficiência de ferro e, consequentemente, à anemia. "Chamo a atenção para os vegetarianos radicais ou vegans, que não ingerem nenhum alimento de origem animal, como ovos e leite. Eles podem desenvolver deficiência de vitamina B12, indispensável na formação do sangue e necessária para uma boa manutenção do sistema nervoso e do metabolismo. Nesse caso, precisa ser feita uma suplementação da vitamina", observa.

O suplemento vitamínico se torna ainda mais relevante quando se trata da dieta infantil. "Se a alimentação de uma criança vegetariana for balanceada com a suplementação, para suprir todas as necessidades nutricionais do corpo, a dieta vegetariana pode promover crescimento e desenvolvimento normais", diz a especialista.

Os tipos vegetarianos

De uma maneira geral, os vegetarianos seguem três grandes grupos de dietas: consomem alimentos de origem vegetal, leite e derivados, mas rejeitam carne e ovos – lactovegetarianismo; não comem nenhum tipo de carne, mas ingerem ovos, leite e derivados – ovolactovegetarianismo; e o terceiro tipo não come carnes, ovos, leite e derivados e ingerem apenas vegetais – vegetarianismo estrito ou radical (vegan).

Fonte: Barcelona Soluções Corporativas/ Abran. Press release. 02 de dezembro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: